última atualização: 05/09/2020

Sistema de apoio a painel solar

Boa tarde,

adquiri um apartamento em fase final de construção, que terá instalado o paniel BAXI termossifão STS 300. No entanto, não tem nenhum sistema de apoio.

O apartamento será habitado por uma pessoa, maioritariamente com banhos diários ao início da noite. Além disto, a utilização previsível será apenas para lavagem de louça.

O apartamento dispõe de ligação a gás natural, portanto as opções mais viáveis seriam possivelmente um esquentador ou termoacumulador.

Desde já obrigado pela ajuda!

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Aquecer água da comunidade Energias Renováveis

3 Comentários

Filtrar por :
Faça login para aceder a este conteúdo. 
04/09/2020

Olá Diogo e Ricardo, de facto com 300L +2 painéis está bem servido! Eu tenho um sistema idêntico, em uso há 6,5 anos, somos família =4. Mesmo sobre-dimensionado, haverá sempre 3 ou 4 períodos no ano (média) sem sol durante vários dias consecutivos => vai ficar fria a água. Inevitável.
Mas pelo pouca frequência dessas situações, ou opta por banho frio, ou recomendo o recurso à resistência eléctrica dentro do acumulador .
Ricardo, do ponto vista financeiro, nenhuma outra se justifica. Partilho o meu caso concreto, dados reais (instalei medidor de consumo para o circuito que alimenta essa resistência): 542,67 kW gastos desde abril de 2014 (média de 90kw/ano, para 6 anos,

Faça login para aceder a este conteúdo. 
04/09/2020

Olá Diogo e Ricardo, de facto com 300L +2 painéis está bem servido! Eu tenho um sistema idêntico, em uso há 6,5 anos, somos família =4. Mesmo sobre-dimensionado, haverá sempre 3 ou 4 períodos no ano (média) sem sol durante vários dias consecutivos => vai ficar fria a água. Inevitável.
Mas pelo pouca frequência dessas situações, ou opta por banho frio, ou recomendo o recurso à resistência eléctrica dentro do acumulador .
Ricardo, do ponto vista financeiro, nenhuma outra se justifica. Partilho o meu caso concreto, dados reais (instalei medidor de consumo para o circuito que alimenta essa resistência): 542,67 kW gastos desde abril de 2014 (média de 90kw/ano, para 6 anos,

Faça login para aceder a este conteúdo. 
19/08/2020

Caro Diogo,

em primeiro lugar, iríamos sugerir que utilizasse o sistema solar térmico sem apoio, pois o mesmo está muito sobre dimensionado para o perfil de utilização. Ou seja, tem um sistema solar adequado para um agregado familiar de 4 a 7 pessoas e, mesmo que este sistema apenas consiga fornecer os 70% das necessidades energéticas destas 4 a 7 pessoas, estaria a falar de 3 a 5 pessoas.

Assim, e dado o perfil de utilização maioritário ao final do dia, parece-nos viável que começassem a usar o sistema sem qualquer apoio - devido, repetimos, ao seu elevado sobre dimensionamento.

Em caso de necessidade (aumento do agregado familiar, utilização muito intensiva em banhos de imersão, duches muito prolongados, lavagem de louça por períodos muito extensos ou alteração dos hábitos de consumo), considere aí a instalação de um esquentador termostático a gás natural compatível com a função de apoio a sistema solar - solução que combina um custo de aquisição competitivo com baixos custos energéticos. Um termoacumulador elétrico, caso não utilize o gás natural em mais nenhum equipamento na cozinha, pode reforçar a capacidade de acumulação de água quente na habitação, aumentando a sua disponibilidade. Há também bombas de calor ou termoacumuladores híbridos que apresentam custos energéticos mais baixos que os termoacumuladores, à custa de uma ainda superior custo de aquisição.

A Equipa Energias Renováveis. 

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.