última atualização: 21/10/2020

Colector solar e termoacumulador eléctrico

Boa tarde,

Mudei-me recentemente para um apartamento novo (arrendado) onde , segundo me foi comunicado, existe um colector solar no telhado (para aquecimento de água). O apartamento tem também um termoacumulador eléctrico.

Alguém me consegue explicar qual será o funcionamento do sistema? A água passa sempre pelo colector e depois o termoacumulador só aquece se for necessário? Ou é suposto desligar o termoacumulador?

Obrigado desde já.

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Aquecer água da comunidade Energias Renováveis

6 Comentários

Filtrar por :
Faça login para aceder a este conteúdo. 
08/10/2020

Boa Tarde,
Na moradia onde resido, Mafra, tenho um coletor solar com depósito integrado, ligado a um esquentador. Neste momento estou a pensa pensar remodelar a cozinha e colocar placa de indução e forno elétrico. Qual será a melhor solução para rentabilizar o coletor solar e baixar a fatura da eletricidade?

Faça login para aceder a este conteúdo. 
15/10/2020
, Respondeu:

Boa noite, obrigada pela vossa resposta e esclarecimento. relativamente aos painéis fotovoltaicos que tipo de painéis, qual a marca,quantos devo adquirir e quais as empresas em Portugal a comercializar.

Faça login para aceder a este conteúdo. 
20/10/2020
, Respondeu:

Bom dia,
Em primeiro lugar deverá conhecer exatamente o seu perfil de consumo, ou seja saber qual o gasto de energia ao longo do dia. Para isso terá de ser colocado um equipamento de medição no seu quadro elétrico principal, que poderá posteriormente servir para a solução que vier a optar em termos de produção de energia.
Com base nessa informação, podemos verificar se a sua potência contratada está ajustada ao seu perfil de consumo, pois em muitos casos pode fazer sentido a alteração de trifásico para monofásico e desta forma reduzir os seus gastos mensais, mas também ficar com uma instalação elétrica mais “ajustada” à produção de energia, pois tudo aquilo que é produzido é injetado em apenas uma fase.
Tendo em conta o perfil de consumo e o consumo total diário em KWh, então já se pode determinar a potência a instalar.
O numero de painéis a utilizar irá depender da solução a optar, pois por exemplo no caso de não querer fazer acumulação em baterias, e se tivermos um consumo constante de 500W então pode optar por 2 painéis, em que a sua potência irá depender do espaço disponível no telhado, sendo que o mais comum é utilizar painéis com uma potência de 280W. Nesta situação irá utilizar microinversores para fazer a conversão dos 12V para os 230V.
Solicite uma visita técnica e orçamento a duas ou três empresas da sua zona e compare as soluções propostas. Se desejar partilhe com a comunidade essa informação e poderemos ajuda-la a escolher os melhores equipamentos.
Aconselho também que veja os artigos publicados na Decoproteste sobre este tema.
Cumprimentos,
Equipa das energias renováveis

Faça login para aceder a este conteúdo. 
12/10/2020
, Respondeu:

Bom dia Maria,

A utilização de um sistema solar para aquecimento de águas é uma excelente opção com um rendimento de 75% e necessidade de aquecimento complementar de 25%.

O aquecimento complementar sendo feito por esquentador é melhor do que se for feito por resistência elétrica, porque este equipamento tem uma melhor rendimento. Se o esquentador estiver a funcionar bem, deverá manter esta solução.

Antes da remodelação da cozinha contacte um técnico de instalações elétricas certificado por forma a verificar se a atual potência contratada permite a utilização da placa de indução e forno elétrico ou se é necessário fazer um aumento de potência com as implicações que pode trazer, nomeadamente a elaboração de projeto e certificação da instalação.

Para a redução da fatura da energia sugiro a aquisição de um sistema fotovoltaico, em autoconsumo, ajustado ao seu perfil de consumo.

Cumprimentos,
Equipa Energias Renováveis

Faça login para aceder a este conteúdo. 
05/06/2020

Bom dia Diogo Costa,

aquilo a que chama o termoacumulador elétrico não será o depósito do sistema solar?

Na cobertura tem apenas o coletor solar ou é um sistema composto por coletor e depósito integrado?


Cumprimentos

Faça login para aceder a este conteúdo. 
03/06/2020

Caro Diogo, bom dia.

Da descrição que apresenta, parece que o termoacumulador no seu apartamento é o elemento de apoio. Ou seja, o termoacumulador no seu apartamento recebe a água quente do sistema solar térmico que está instalado (presumimos que seja um sistema de termossifão e que a temperatura da água à saída deste estará limitada por uma válvula termostática). O termoacumulador irá depois armazenar esta água aquecida e apenas ativará a resistência interna para compensar as perdas estáticas e quando a água que vem do termossifão não apresentar a temperatura adequada - por exemplo, em dias muito nublados ou quando há muito consumo.

O circuito de consumo deverá ser este: rede -> termossifão (aquece a água com o sol) -> termoacumulador (aquece para perdas estáticas e quando o termossifão não consegue entregar água quente).

Nesta ótica, não recomendamos que desligue o seu termoacumulador e que o regule para uma temperatura o mais próxima possível da temperatura de utilização (ou para a posição ECO, caso tenha essa posição): não só irá reduzir a ativação da resistência como a necessidade de ter de misturar água fria, por exemplo, no duche.

A Equipa Energias Renováveis

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.