última atualização: 16/06/2015

Bombas de calor AQS: transportar energia em vez de a produzir

Uma bomba de calor para águas quentes sanitárias retira calor do ar exterior (até temperaturas à volta de 5ºC ou menos, dependendo dos modelos) e transfere-o para o depósito de água, podendo aquecê-la até cerca de 55º a 60ºC.

Como transporta energia em vez de a produzir, a sua eficiência é muito superior à de um termoacumulador elétrico, que utiliza uma resistência elétrica para aquecer a água.

Acha que este sistema pode responder às suas necessidades?

Cumprimentos,

a equipa do CLEAR Portugal

Junte-se a nós

Esta informação foi útil e ajudou-o? Para apoiar a nossa comunidade, registe-se no site. É gratuito, demora menos de um minuto.

  • Pode perguntar e pedir conselhos
  • ler as contribuições dos nossos membros
  • dar o seu contributo 
  • receber o feedback de um especialista.

Registe-se em DECO PROTESTE para participar.
Entrar ou Registar

  Comentários

User name
J S
06/05/2015

isto faz o mesmo que um termoacumulador elétrico? pode ficar instalado na despensa?

User name
Ricardo José Coimbra Paiva Pereira
06/05/2015

Por essa lógica de ideias, é igual a uma torradeira: transporta a energia da rede para as torradas... ;-)
Agora a sério: é como os aparelhos de ar condicionado ou os frigoríficos... Pegamos no frio/calor de um sítio e transportamo-lo para outro! Com a enorme vantagem 1kWh gasto nesta operação permitir mover 4, 5 ou 6kWh de energia...

User name
Ricardo José Coimbra Paiva Pereira
06/05/2015

Pessoalmente, o enorme custo de aquisição é ainda um grande problema... Substituir um esquentador de 300€ por um sistema de bomba de calor de 4.000€ ainda custa - com prazos de retorno de investimento na casa dos 10 a 15 anos... Com sorte... :|

User name
João Silva
08/05/2015

Bom dia,

Em relação ao custo, pelo que temos visto no mercado, já é possível adquirir bombas de calor entre 80 e 250 litros por valores consideravelmente mais baixos do que os apresentados acima.

Este ano iremos testar diversos modelos de bombas de calor para águas quentes sanitárias presentes no mercado nacional. Nesses testes, além das caraterísticas técnicas e questões relacionadas com a segurança, são analisados ainda os custos operacionais e rentablidade durante o período de vida.

Convidamo-lo a continuar a acompanhar esta comunidade e contribuir com as suas opiniões e experiências.


Com os melhores cumprimentos,

a equipa do CLEAR Portugal

User name
Luis Fonseca
09/07/2015

Boa tarde, quando pensam ter os primeiros resultados dos vossos testes?

Faz sentido comprar uma bomba de 300 litros das internas, e aproveitar água quente para ligar às máquinas de lavar loiça e roupa?

User name
João Silva
10/07/2015

Bom dia Caro Luís Fonseca,

Os testes às bombas de calor para águas quentes sanitárias ainda irão demorar alguns meses, pelo que neste momento não nos iremos pronunciar sobre quais os melhores modelos e suas caraterísticas.

Quanto à sua questão sobre ligar as máquinas de lavar louça e roupa a um sistema mais eficiente de aquecimento de águas, sim, faz todo o sentido.

Uma percentagem significativa da energia total consumida por estas máquinas é precisamente utilizada para aquecer a água para as temperaturas dos respetivos programas.

Como a maioria das máquinas de lavar usa uma resistência elétrica para o efeito, o consumo de energia apenas para aquecimento de água poderá descer para metade ou mesmo um terço, dependendo da eficiência (COP) da bomba de calor.

Chamo apenas a atenção para que verifique as caraterísticas das suas máquinas de lavar roupa e louça e verificar se elas permitem receber água previamente aquecida. Caso não o permitam, significa que não possuem no seu interior uma misturadora termostática, que lhe mistura a água aquecida com água fria para dar a a temperatura do programa.

Imagine e seguinte situação: tem água na bomba de calor a 50ºC e o programa de lavagem necessita de água a 40ºC. O que fará a máquina?


Com os melhores cumprimentos da equipa CLEAR Portugal

User name
SOFIA SANTOS LOPES
16/11/2016

Boa Tarde,
Estou a construir uma moradia no Porto com orientação Noroeste/sudeste e provavelmente nao será possivel instalar paineis solares devido à sombra que os prédios fazem na zona onde estes poderiam ficar. No entanto estamos a pensar colocar uma bomba de calor para AQS será necessário colocar um outro sistema adicional como uma caldeira a gas natural? Qual deverá ser a sua capacidade para 4 pessoas?
Obrigada.
Cumprimentos,
Sofia Lopes

User name
João Silva
16/11/2016

Boa tarde, cara Sofia Lopes,

Uma bomba de calor para AQS é um equipamento autónomo, o que significa que consegue efetuar a sua função sem necessidade de equipamentos de apoio exteriores. Poderá utilizar uma resistência elétrica para as desinfeções térmicas periódicas ou para um aquecimento mais rápido em algumas situações pontuais mas, se a bomba de calor for bem dimensionada, não necessitará de uma caldeira a gás como auxiliar.

As bombas de calor para AQS têm uma baixa potência térmica pelo que demoram bastante a aquecer a água no seu interior. Por esse motivo, para dimensionar o volume da bomba de calor deverá levar em conta não apenas o número de pessoas, mas também o caudal das torneiras e duração dos banhos (para calcular o consumo por banho) e ainda a simultaneidade dos banhos.

Se as 4 pessoas pretenderem tomar banho num curto espaço de tempo, a bomba de calor não terá capacidade para reaquecer a água e deverá considerar que toda a água necessária para os 4 banhos já deverá estar quente.

Se das 4 pessoas, 2 tomarem banho de manhã e as outras 2 ao fim do dia, então o período de reaquecimento disponível já permitirá que a bomba de calor aqueça a água, podendo o volume necessário ser reduzido para metade.

Se tiver tarifa bi-horária e quiser aquecer a água nos períodos mais baratos, então deverá considerar que todo o volume necessário num dia deverá estar disponível de uma vez.

Poderá encontrar mais informação sobre bombas de calor AQS edição de Dezembro da DECO PROTESTE.


Com os melhores cumprimentos da equipa do CLEAR Portugal

User name
Antonio Monteiro
18/11/2016

Bom dia.

Complementando a excelente explicação da equipa, é necessário acrescentar que a potencia das Bombas de Calor escolhida para AQS dependerá do ponto de vista do projectista da necessidade em concreto e de factores como retornos de investimento etc.

Vejamos exemplo; como preparar água quente para maiores necessidades, como seja disponibilidade de água quente num espaço de tempo curto, pensemos num salão de cabeleireiro em que a taxa de necessidade num dia como o de sábado pode ser mais crítica. Nestes casos poderemos ter (mero exemplo) uma unidade a preparar 500L ou mais por hora.

A opção por um sistema solar nem sempre é possível, mas isso não impede que não se invista no SOL: as Bombas de Calor têm como fonte de calor (na nossa climatologia) o AR que é bem generoso (calorias contidas).

Sublinhar então que existem muitas ofertas de Bombas de Calor mesmo de só AQS e não apenas aquelas que vemos nas prateleiras de um espaço comercial.

Como sempre, cada caso (já adivinharam) é mesmo um caso.
Primeiro passo será conhecer muito bem a necessidade, não basta pedir orçamentos.
É preciso aumentar a exigência face ao estudos que deverão acompanhar as propostas e pedir todas as explicações.


Cumprimentos.
António Monteiro

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.