Teste a financiamento automóvel

Como escolher o financiamento automóvel

Ajudamos a selecionar o melhor para si.

Antes de optar por um crédito automóvel, ALD ou leasing para a compra do seu novo carro, saiba qual é o financiamento mais adequado ao seu caso. Ajudamos a escolher.

Como escolher

Principais características

As opções mais comuns para financiar a compra de carro são o crédito automóvel (na prática, um crédito pessoal com finalidade específica), a locação financeira (o chamado leasing) e o aluguer de longa duração (ALD). 

A principal diferença do crédito automóvel para o leasing e ALD é a propriedade do veículo. No leasing e no ALD o carro é propriedade da locadora (instituição que financiou a compra). Se pretender ser proprietário do veículo desde o início, deve optar pelo crédito automóvel. Em relação aos custos, regra geral são menores na locação. Nos seguros exigidos, no crédito automóvel, o consumidor costuma ter liberdade para optar pelo seguro auto que preferir, enquanto na locação financeira costuma ser exigida a contratação de um seguro automóvel com cobertura de danos próprios.

Seja qual for a forma de financiamento, existe um regime de taxas de juro máximas que as instituições de crédito podem praticar. O Banco de Portugal divulga, trimestralmente, as TAEG máximas que podem ser aplicadas, que variam com o tipo de financiamento. No leasing e no ALD a TAEG que pode ser praticada é inferior à do crédito automóvel. 

Voltar ao topo

Crédito automóvel

É a opção mais preferida dos portugueses para comprar carro. Pode ser com ou sem reserva de propriedade. A propriedade do veículo é sempre do próprio consumidor mas, quando existe reserva de propriedade, fica registado na conservatória o direito do banco sobre a viatura. Caso contrário, o carro fica registado na conservatória apenas em nome do consumidor. Normalmente, o crédito automóvel com reserva de propriedade é mais barato do que se não tiver reserva.

Mas a escolha da modalidade de financiamento automóvel mais adequada depende sobretudo da valorização que dá (ou não) ao facto de ser logo dono do carro e da garantia a conceder ao banco.

Pode também optar por um crédito pessoal sem finalidade específica, que normalmente tem custos mais elevados. A não ser que tenha alguma aplicação financeira na instituição de crédito e que esteja disposto a penhorá-la durante o prazo do financiamento. Veja as melhores condições para o seu caso no nosso simulador de crédito pessoal.

Voltar ao topo

Leasing e ALD

No leasing e no ALD é a instituição que adquire o automóvel, arrendando-o depois ao cliente mediante uma mensalidade. O carro não fica logo em nome do consumidor, mas, no final do contrato, pode comprá-lo pelo valor residual negociado, este valor é parte do preço do carro que fica para o final do contrato e tem que ser pago na totalidade se optar pela compra.

A principal diferença entre leasing e ALD é a obrigação de no ALD comprar o veículo no final do prazo. Daí que, juntamente com o contrato de locação financeira, se assine um contrato-promessa de compra e venda. O leasing dá mais margem de manobra ao consumidor, permitindo-lhe tomar a decisão apenas no final do contrato. 

A maior vantagem destas modalidades em relação ao crédito automóvel é o facto de beneficiarem de taxas de juro mais baixas.

Voltar ao topo

Renting

Em alternativa ao financiamento existe o renting (ou aluguer operacional de viaturas), neste o consumidor pode utilizar o veículo por um período estabelecido mediante o pagamento de uma mensalidade. Pode apenas pagar pela utilização do veículo ou incluir alguns serviços ao contrato, como seguro automóvel, gestão de pneus, veículo de substituição, e ainda, nas opções mais completas, gestão da via verde, combustível, pagamento de impostos entre outros (sendo que nestes últimos o contrato apenas inclui o serviço os custos acrescem à renda). 

Neste caso o carro é sempre da locadora e no final do contrato pode renegociar o contrato ou iniciar um novo com outro veículo, tem a vantagem de conduzir sempre um carro recente, mas estará sempre a pagar uma mensalidade por um carro que não será seu. Há empresas que possibilitam que no fim do contrato compre o carro.

Como esta solução não é um financiamento, e sim um aluguer do veículo, contrariamente às opções anteriores, não existe qualquer limite dos custos que podem ser aplicados, e não é supervisionado pelo Banco de Portugal.

Voltar ao topo

Dicas de financiamento

Antes de avançar para um financiamento, há algumas recomendações que pode seguir.

  • Pagar o carro a pronto sai mais barato.
  • Informe-se, no seu banco, sobre as condições do crédito e compare-as com propostas de outras instituições de crédito e opte pela que apresentar menor TAEG.
  • Enquanto pede as simulações nos bancos, peça também as condições de financiamento no concessionário onde pretende comprar o carro, estes costumam ter acordo de intermediação de crédito com instituições de crédito.
  • Encontre a melhor opção de financiamento no nosso simulador.
  • Amortize o crédito assim que puder.
  • Ao finalizar o pagamento do crédito à financeira, solicite comprovativo do pagamento total do empréstimo. Será imprescindível para que o carro fique em seu nome e para que o possa vender futuramente, caso deseje.
Voltar ao topo

Questões frequentes

Respondemos às principais dúvidas sobre financiamento automóvel.

Como financiar um automóvel?

Como já foi referido, o crédito automóvel, o ALD ou o leasing são algumas das formas de financiamento possíveis. Para saber qual é a melhor opção para si, veja no nosso simulador de financiamento automóvel.

Como são feitos os cálculos no simulador?

O nosso objetivo é cobrir a totalidade do mercado e atualizar os nossos simuladores quando surgem novas ofertas. Apenas apresentamos as ofertas comercializadas diretamente ao consumidor final, as que são comercializadas através de intermediários de crédito, como os concessionários, não estão incluídas por não estarem disponíveis ao consumidor em geral, são apenas comercializadas naquele determinado concessionário. Nas nossas recomendações, consideramos três aspetos distintos: perfil pessoal, preço e qualidade. Na qualidade, consideramos o feedback do utilizador, o qual recolhemos através de inquéritos específicos para efeitos estatísticos. Para cada oferta apresentada na lista de resultados, mostramos os detalhes e permitimos ao consumidor fazer a sua própria comparação.

Voltar ao topo