Dicas

Óculos de sol: encontre a cor certa

01 setembro 2015
oculos de sol azuis

01 setembro 2015

As lentes coloridas estão na moda e diminuem o encadeamento pela luz. Sente-se bem com uns modernos óculos com lentes azuis para conduzir em dias de sol? Saiba o que está errado nesta combinação e conheça a cor perfeita para si.

As lentes coloridas têm vantagens para tarefas e ambientes específicos. São distintas das lentes polarizadas, que podem ter cor ou não. As lentes polarizadas reduzem o encadeamento e aumentam a visibilidade e o conforto. Mas podem reduzir a leitura de ecrãs LCD ou LED e telemóveis. Por isso, não são recomendadas para pilotos, por exemplo. Confirme qual a cor das lentes mais indicada para cada utilização.

Vermelho ou rosa
Bom contraste entre os objetos e fundos azuis ou verdes (mar ou campo). Recomendado para jogadores de golfe e para quem pratica caminhada, vela e outros desportos aquáticos. Pode ser usado por quem passa muito tempo no computador porque reduz o cansaço e o encadeamento. Distorcem a perceção das cores. 

Laranja
Ao absorverem os espectros de luz azul e verde, reduzem a fadiga visual. Obtém um bom contraste em situações de baixa luminosidade. Aconselhados para os fins de tarde, com nevoeiro ou com céu nublado, ou para desportos de interior.

Amarelo
Potenciam a luz e melhoram o contraste em dias nublados ou com nevoeiro. São as únicas lentes recomendáveis para conduzir com baixa luminosidade. Nada aconselháveis para conduzir em dias solarengos, pois podem causar confusão nos semáforos, já que distorcem as cores. 

Verde
Aconselhadas para quem sofre de hipermetropia, ou seja, vê mal ao perto, e para quem pratica desportos náuticos. Estas lentes aumentam moderadamente o contraste de cores e reduzem a claridade ou luminosidade.

Azul
Provavelmente, são as lentes mais populares, mas nada recomendáveis quando há muito sol e muito menos para conduzir. Aumentam o contraste e podem ser usadas em condições de menos sol.

Castanho
Filtram as radiações azuis e potenciam as cores vermelhas. Indicadas em caso de miopia e se foi submetido a cirurgia refrativa (correção de miopia, astigmatismo e hipermetropia). Adequadas para conduzir e em desportos ao ar livre, exceto aquáticos. Em cenários de luminosidade menos intensa, diminuem o encadeamento e aumentam o contraste e a perceção de profundidade e das distâncias.

Cinza
Válidas com qualquer luz. À semelhança das castanhas e das verdes, diminuem a luminosidade e preservam a perceção de cores a 100 por cento. São as que causam menor impacto nas cores.

Não compre sem ver esta lista
Os óculos de sol ajudam a proteger os olhos e aumentam a perceção visual. A radiação solar excessiva aumenta o risco de desenvolver cataratas e pode provocar fotoqueratite. Esta queimadura reversível da córnea provoca perda temporária de visão. 

As crianças também devem usar modelos com proteção UV, e não de brincar. Nos mais pequenos, a retina recebe mais radiação do que nos adultos. 

  • Prefira lojas especializadas, como óticas, para garantir que as lentes apresentam filtros anti-UV e aconselhe-se sobre o filtro mais adequado à sua utilização. 
  • Uma norma europeia estipula as regras para a informação a constar nos óculos. Devem indicar proteção UV entre 99 e 100%, para cobrir os diferentes tipos de radiação. Nas lentes, a escala de cores oscila entre 0 e 4. Mas a última categoria, a 4, não é adequada para a condução.
  • Regra geral, recomenda-se uma categoria de coloração entre 2 e 3. Prefira cinzento ou castanho (âmbar). A coloração deve proporcionar conforto. Mas se for demasiado escura altera as cores naturais dos objetos e a acuidade visual.
  • Opte por um formato envolvente, que barre a entrada dos raios UV pelos lados e proteja as pálperas. Um chapéu de abas ou boné diminui para quase metade a percentagem de luz direta sobre os olhos.