Notícias

Como proteger-se de burlas com a app MB Way

Há cada vez mais relatos de burlas com recurso ao MB Way. Normalmente, as vítimas não são utilizadoras da app e desconhecem o seu modo de funcionamento. Conheça uma das abordagens dos burlões e saiba como se proteger.

  • Dossiê técnico
  • Nuno Rico
  • Texto
  • Sílvia Nogal Dias e Filipa Rendo
01 junho 2021
  • Dossiê técnico
  • Nuno Rico
  • Texto
  • Sílvia Nogal Dias e Filipa Rendo
App MB Way em ecrã de smarphone

iStock

Rui (nome fictício) publicou um anúncio no OLX. Menos de 5 minutos depois, foi contactado por um utilizador interessado no eletrodoméstico que tinha acabado de pôr à venda. Fechado o negócio, o suposto comprador perguntou se poderia fazer o pagamento com o MB Way. Rui não estava familiarizado com a aplicação, mas, perante a disponibilidade do comprador para dar "todas as indicações por telefone", disse que sim. Estava prestes a tornar-se em mais uma vítima de burla, entre as centenas que, nos últimos meses, apresentaram queixa às autoridades.

Os esquemas acontecem, normalmente, no contexto de vendas online, em sites como o OLX e o Custo Justo. O burlão entra em contacto com o vendedor e pergunta se este é utilizador da app MB Way. Se a resposta for "não", põe o esquema em curso, convencendo-o de que é fácil e rápido receber o pagamento dessa forma. O suposto comprador sugere ao vendedor que se dirija a uma caixa Multibanco, orientando-o nos passos a dar.

Foi exatamente o que aconteceu a Rui. Depois de introduzir o cartão de débito na caixa automática, o burlão indicou-lhe um contacto telefónico e um código que recebeu no seu telemóvel e que Rui inseriu nos campos que lhe apareceram no ecrã do Multibanco. Com esta operação, Rui associou aquele contacto telefónico à sua conta, dando à pessoa que o detinha total acesso ao seu dinheiro.

Autoridades alertam para aumento de casos 

Rui desconfiou de que algo de errado se passava uma hora depois. O comprador garantira que lhe enviaria "logo de seguida" uma SMS com a morada para envio do produto, e esta tardava em chegar. Estranhou a demora e, por isso, resolveu consultar o saldo da conta: nessa altura, já estava praticamente a zeros. Alarmado, ligou de volta ao comprador, mas este já não atendeu a chamada. De imediato, entrou em contacto com o banco para cancelar o cartão.

“No dia seguinte, apresentei queixa na GNR, com o comprovativo do banco”, conta. No posto, disseram-lhe que já tinham recebido muitas queixas idênticas. O mesmo ouviu da parte da instituição bancária.

A PSP já publicou vários avisos a alertar para o aumento da ocorrência de burlas com recurso ao MB Way e tem feito algumas recomendações:

  • recusar pagamentos por esta via, sempre que se desconheça o modo de funcionamento da aplicação;
  • nunca seguir instruções de desconhecidos para fazer pagamentos por MB Way; 
  • em caso de dúvida, antes de utilizar a aplicação, solicitar informação ao banco sobre o seu funcionamento;
  • no caso de vendas online, sempre que possível, receber os pagamentos presencialmente ou por transferência bancária.

Regras de segurança para evitar burlas com o MB Way

Também a SIBS, entidade gestora do Multibanco e do MB Way, afirma estar a par destas ocorrências, estando a trabalhar em conjunto com as autoridades para a sua prevenção. Para evitar mais casos de burla, recomenda:

  • Nunca seguir instruções de desconhecidos para fazer ou receber pagamentos através do MB Way, sobretudo se desconhece o modo de funcionamento da aplicação;
  • Se for contactado para aderir à app MB Way, seja através do Multibanco ou do homebanking, com recurso a um número de telefone que não é o seu, interrompa esse contacto, e informe de imediato o seu banco e as autoridades;
  • Para aderir ao MB Way, nunca use o número de telefone de outra pessoa. Qualquer número que introduza na adesão ficará associado ao seu cartão e à sua conta bancária, o que permitirá movimentá-la. Os ecrãs das caixas automáticas da rede Multibanco apresentam duas mensagens para proteção dos utilizadores (veja abaixo):

Ecrã multibanco com passos para ativação do MB Way

Ecrã multibanco com confirmação de ativação do MB Way

Imagens cedidas pela SIBS.

 

  • Se é utilizador da app MB Way, não partilhe com ninguém o PIN da aplicação;
  • Nem bancos nem entidades como operadoras de telecomunicações (ou outras) solicitam, telefonicamente ou por email, que adicione um número de telefone que não seja o seu à sua conta bancária;
  • Mantenha o seu contacto telefónico atualizado junto do seu banco.

Como funciona o MB Way

O MB Way é uma app gratuita, que, depois de associada a uma conta bancária, permite transferir dinheiro de uma conta para outra através de um contacto telefónico, criar cartões virtuais, pagar compras, utilizar o Multibanco sem ter de usar o cartão, entre outras operações. A maioria é gratuita, mas alguns bancos cobram comissões pelas transferências instantâneas, uma das funcionalidades mais utilizadas.

 

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.