última atualização: 13/05/2020

Gasolina ou gasóleo? Diesel ou elétrico? O simulador desempata

O carro mais caro na aquisição nem sempre se revela o automóvel mais dispendioso, numa análise atenta ao conjunto dos custos ao longo dos anos de utilização.

Para comprovar, simulámos o Hyundai Kauai para um consumidor que estima ficar com o carro durante 8 anos e viaja 30 mil km por ano.

Apesar de o carro a gasóleo ser inicialmente mais caro (€ 27.910), acaba por compensar sobretudo pela poupança nos consumos. Para ajudar na decisão, também pode verificar a variação de um dos parâmetros.

Para 8 anos e 30 mil km por ano, a versão a gasóleo compensa sempre com todas as despesas, com um custo de € 0.222 por quilómetro, contra € 0.229 da versão a gasolina. A partir dos 23 mil km por ano o carro a gasóleo fica mais barato, sendo mais económico na soma dos custos. Ou seja, se viajar menos de 23 mil km por ano a versão a gasolina compensa.

E a versão elétrica (€ 44.500)? Para o cenário de 8 anos e 30 mil km por ano, a solução elétrica compensa em larga escala contra o carro a gasóleo. Na carteira, nota-se a partir dos 5 anos e meio de posse, com um custo de € 0.222 por quilómetro, contra € 0.207 na versão elétrica.

Os números surpreendem, mas não enganam. Se optar pelo Hyundai Kauai elétrico, em vez do mesmo carro a gasóleo, poupa quase 4 mil euros ao fim de 8 anos.

O que é o custo por quilómetro?

O custo de posse e utilização é uma previsão de quanto vai custar não só a aquisição do veículo, mas também a utilização ao longo de todo o tempo em que pretende ter a viatura. Somamos estes custos e dividimos pela quantidade de quilómetros percorridos por estimativa durante o período de utilização do carro para calcular o custo por quilómetro.

Para o cálculo, levamos em consideração custos fixos e variáveis. Os custos fixos variam com os anos de posse incluem:

  • custos com a aquisição, valor da compra subtraído ao valor previsível de venda no final dos anos previstos de posse, variação da desvalorização das diferentes marcas e modelos, bem como do tipo de combustível;
  • despesa anual com os impostos (IUC);
  • custo anual com o seguro (contemplamos apenas de responsabilidade civil).

Os custos variáveis dependem da utilização do veículo e dos quilómetros que se fazem por ano:

  • custo com consumos (combustíveis fósseis ou de eletricidade);
  • despesas com manutenção regular (sem contar com avarias fora do plano de manutenção das marcas);
  • substituição de pneus a cada 50 mil quilómetros.

Somamos os custos e dividimos pelos quilómetros percorridos durante o período de utilização do carro para calcular o custo por quilómetro.

Veja o custo real por quilómetro de quase 5 mil carros à venda no novo simulador automóvel DECO PROTESTE.

Já experimentou o simulador de custo por quilómetro? Com as vendas quase estagnadas, há descontos  e prazos de garantias superiores. Pondera comprar carro?
Partilhe a sua experiência nos comentários. 

Equipa DECO PROTESTE

User name

Junte-se a esta conversa

Comentários

Seja o primeiro a comentar