Notícias

Comprar carro: simule o custo por quilómetro para poupar milhares de euros

Além do valor de compra, consideramos combustível, seguro, imposto, manutenção e pneus. Revelamos o custo real por quilómetro de quase 5 mil carros à venda.

  • Dossiê técnico
  • Alexandre Marvão
  • Texto
  • Nuno César
11 maio 2020
  • Dossiê técnico
  • Alexandre Marvão
  • Texto
  • Nuno César
carro Hyundai Kauai elétrico

Victor Machado

Preparámos um simulador único para não derrapar nos gastos com o carro. Só assim pode acertar e poupar ao máximo. Fizemos a conta que faz a diferença e os números surpreendem, mas não enganam: matemática pura. Por exemplo, se optar pelo Hyundai Kauai elétrico, em vez do mesmo carro a gasóleo, poupa quase 4 mil euros ao fim de 8 anos.

VER O CARRO MAIS ECONÓMICO

A covid-19 parou tudo e todos, mas maio marca o regresso a ação, depois de quase dois meses de estado de emergência inéditos na vida dos portugueses. Com as vendas de automóveis quase estagnadas, nos concessionários e nos sites das marcas, encontra negócios com descontos de arromba e prazos de garantias superiores. A covid-19 abranda, mas não podemos dar tréguas. As marcas garantem soluções para tratar da compra em total segurança. Se pondera comprar carro novo, este é o momento para fazer o negócio.

Para reforçar a poupança ao máximo, o nosso simulador com resultados para mais de 4600 carros é o melhor aliado do consumidor. Pode escolher qualquer carro à venda e comparar as motorizações. Nenhuma tecnologia escapa: gás, gasolina, gasóleo, elétrico, híbrido e híbrido plug-in. Aqui revelamos as contas para todos os carros. O valor de aquisição é apenas um de vários fatores a ter em conta antes de comprar. Basta preencher cinco campos (km, anos de utilização, marca, modelo e versão) no simulador e revelamos o custo total ao cêntimo para cada automóvel.

Gasolina ou gasóleo? Automóvel a diesel ou elétrico? O simulador desempata

O carro mais caro na aquisição nem sempre se revela o automóvel mais dispendioso, numa análise atenta ao conjunto dos custos ao longo dos anos de utilização. Demonstramos a mais-valia desta conta para o orçamento com um exemplo flagrante. Simulámos o Hyundai Kauai para um consumidor que estima ficar com o carro durante 8 anos e viaja 30 mil km por ano.

 

O carro a gasóleo compensa no confronto com a versão a gasolina. 
O carro a gasóleo compensa no confronto com a versão a gasolina.
Apesar de o carro a gasóleo ser inicialmente mais caro, acaba por compensar sobretudo pela poupança nos consumos. Para ajudar na decisão, também pode verificar a variação de um dos parâmetros. Para 8 anos e 30 mil km por ano, a versão a gasóleo compensa sempre com todas as despesas. A partir dos 23 mil km por ano o carro a gasóleo fica mais barato, sendo mais económico na soma dos custos. Ou seja, se viajar menos de 23 mil km por ano a versão a gasolina compensa.

 

Vejamos outro exemplo mais apetitoso com uma novidade entre os carros 100% elétricos. Para o cenário de 8 anos e 30 mil km por ano, a solução elétrica compensa em larga escala contra o carro a gasóleo. Na carteira, nota-se a partir dos 5 anos e meio de posse.

 

No nosso cenário, a solução elétrica compensa e muito. 
No nosso cenário, a solução elétrica compensa e muito.
Não acredita? Explicamos com o zoom em todas as fatias do bolo das despesas.

 

A análise cuidada por tipo de despesa explica as diferenças no resultado final. 
A análise cuidada por tipo de despesa explica as diferenças no resultado final.

 

Na carteira, o Hyundai Kauai elétrico ganha vantagem logo a partir dos 5 anos e meio de posse, fazendo 30 mil km por ano. 
O Hyundai Kauai elétrico ganha vantagem a partir dos 5 anos e meio de posse, fazendo 30 mil km por ano.

 

Como calculamos os custos de um automóvel

Valor de compra, combustível, IUC, manutenção, seguro e pneus: o custo de aquisição de um carro é apenas uma fatia dos custos totais de utilização. Para escolher um carro económico, além do valor inicial de compra, tem de considerar os custos com combustível, seguros, imposto de circulação, manutenção e pneus. O nosso simulador revela o custo por quilómetro de cada modelo, para acertar no carro que garante a maior poupança.

O custo de um automóvel não se resume ao que paga na hora de o levar para casa. Há que ter em conta o desgaste e a manutenção, mas também o preço do combustível. E não podemos esquecer os impostos e o seguro. Todos estes parâmetros são escrutinados. Apesar de não se refletir na avaliação dos modelos que passam pelo nosso centro de testes, consideramos crucial fornecer toda a informação sobre os custos com o carro, além daqueles que já teve no concessionário. Por isso, calculamos o que, à partida, gastará a cada quilómetro percorrido aos comandos do novo automóvel, somando os vários gastos expectáveis ao longo do período de posse do veículo.

O custo com a aquisição menos o valor futuro expectável de venda e os custos com os combustíveis perfazem cerca de 60 a 80 por cento do valor do custo por quilómetro. Para fazermos o cálculo o mais realista possível, vamos mais além. Há duas grandes parcelas que temos em conta: os custos fixos – que consideramos não dependerem do número de quilómetros percorridos – e os variáveis – que dependem do número de quilómetros percorridos. 

No primeiro grupo, está o preço de aquisição do carro, o valor futuro de venda, os prémios dos seguros e o imposto único de circulação (IUC). No segundo, entram os gastos com combustíveis, manutenção, pneus, etc. 

Começamos por subtrair ao custo de aquisição o valor futuro de venda expectável. Assim, obtemos o valor referente ao custo financeiro com a aquisição. De seguida, somamos todos os custos fixos por ano, multiplicados pelo número de anos de posse do veículo. Os gastos com combustíveis têm em conta a média de preços dos mesmos; as mudanças de óleo e filtros e todas as operações que seguem o plano de manutenção do fabricante são contabilizadas segundo a previsão de quilometragem anual prevista. Juntamos ainda à conta a substituição dos pneus a cada 50 mil quilómetros. Obtidos estes valores, é feita a soma, dividida depois pelo número médio de quilómetros percorridos ao longo dos anos de posse do veículo (anos de posse multiplicados pelos quilómetros médios anuais), de onde resulta o valor final que apresentamos ao consumidor. Para a balança vão os custos fixos (valor de aquisição, seguro e impostos) e os variáveis (combustíveis, manutenção, pneus). Todos estes valores estimados com base em dados médios de mercado por marca e, nalguns casos, de modelo e versão.

O que é o custo por quilómetro?

O custo de posse e utilização é uma previsão de quanto vai custar não só a aquisição do veículo, mas também a utilização ao longo de todo o tempo em que pretende ter a viatura.

Para o cálculo, tivemos em consideração custos fixos e variáveis. Os custos fixos variam com os anos de posse incluem:

  • os custos com a aquisição, o valor da compra subtraído ao valor previsível de venda no final dos anos previstos de posse, a variação da desvalorização das diferentes marcas e modelos, bem como do tipo de combustível;
  • a despesa anual com os impostos (IUC);
  • o custo anual com o seguro (contemplamos apenas de responsabilidade civil).

Os custos variáveis dependem da utilização do veículo e dos quilómetros que se fazem por ano:

  • o custo com os consumos, de combustíveis fósseis ou de eletricidade;
  • despesas com a manutenção regular, sem contar com avarias fora do plano de manutenção das marcas;
  • a substituição de pneus, que depende da dimensão utilizada.

Somamos estes custos e dividimos pela quantidade de quilómetros percorridos por estimativa durante o período de utilização do carro para calcular o custo por quilómetro.

Comunidade Mobilidade para todos

Lutamos por mais e melhor mobilidade. Siga viagem em total segurança com as novidades e as vantagens do portal Mais Mobilidade: carro novo com desconto sem preocupações, informação independente e comunidade de consumidores. É um portal gratuito. Só tem de registar-se para beneficiar de compras coletivas, de vantagens e de condições especiais, para juntar-se a ações reivindicativas e para consultar a melhor informação. Transportes públicos, carros, bicicletas e trotinetes: juntámos tudo o que faz a diferença para saber como se deslocar e aumentar a eficiência de cada viagem. Pergunte-nos tudo na comunidade e partilhe dúvidas e experiências.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

Num Mundo complexo e com informação por vezes contraditória, a DECO PROTESTE é o sítio certo para refletir e agir.

  • A nossa missão exige independência face aos poderes políticos e económicos. 
  • Testamos e analisamos uma grande variedade de produtos para garantir que a escolha dos consumidores se baseia em informação rigorosa. 
  • Tornamos o dia-a-dia dos consumidores mais fácil e seguro. Desde uma simples viagem de elevador ou um desconto que usamos todos os dias até decisões tão importantes como a compra de casa.
  • Lutamos por práticas de mercado mais justas. Muitas vezes, o País muda com o trabalho que fazemos junto das autoridades e das empresas. 
  • Queremos consumidores mais informados, participativos e exigentes, através da informação que publicamos ou de um contacto personalizado com o nosso serviço de apoio.

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Faça parte desta comunidade.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.