última atualização: 24/11/2020

para uma moradia a ser construida qual a melhor solução de aquecimento de água e da propria casa?

para uma moradia a ser construida qual é o melhor equipamento e mais barata manutençao para aquecimento de água e da própria casa?

14008 Visualizações 14 Comentários 0 Gostar
Faça login para aceder a este conteúdo. 
User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Aquecer água da comunidade Energias Renováveis

14 Comentários

Filtrar por :
Faça login para aceder a este conteúdo. 
16/11/2020

Boa tarde! Tenho uma moradia com cerca 200m2, com 2 pisos, qual seria o melhor sistema de aquecimento e arrefecimento para a casa?

Faça login para aceder a este conteúdo. 
24/11/2020
, Respondeu:

Olá Ermelinda, 

Faça login para aceder a este conteúdo. 
11/10/2019

Boa tarde,
desejava instalar um sistema de aquecimento, e arrefecimento numa vivenda, qual serà o mais eficiente ? Bomba de calor, ar condicionado, ou outro sistema?
Não tenho quaquer aquecimento, nem arrefecimento.
Agradecia a vossa ajuda, porque não conheço nada nessa matéria.
Muito obrigado pela vossa ajuda.


Casimiro

Faça login para aceder a este conteúdo. 
15/10/2019
, Respondeu:

É para uma ou mais divisões? Penso que fazer obras para instalação de piso radiante (único que poderá fazer arrefecimento por bomba de calor) não é solução. A solução passa por A/C split ou multisplit. É o mais eficiente e fácil de instalar se as condições da sua habitação assim o proporcionem.

Faça login para aceder a este conteúdo. 
16/10/2019
, Respondeu:

Muito boa noite Sr Filipe Pires,
Muito obrigado pela sua ajuda, a vivenda foi construida em 2002 e tem dois pisos com varias divisões, mas està isolada com esferovite e portas e janelas com isolação termica. Tem 5 divisões por piso. Està construida em Tomar zona centro, agradeço a sua ajuda.

Melhor resposta
Faça login para aceder a este conteúdo. 
05/10/2015
Melhor resposta

Bom dia, cara Alexandrina Valente,

Para uma moradia a ser construída, caso tenha exposição solar, é obrigatória a instalação de um sistema solar térmico, como definido no Artigo 27º do DL 118/2013 de 20 de Agosto de 2013.

Como um sistema solar térmico não é autónomo, deverá pensar ainda num sistema de apoio que lhe forneça a água quente necessária quando a energia solar disponível não for suficiente.

Dependendo do sistema de aquecimento pretendido, este poderá ser simultaneamente o apoio do solar térmico.

Já tem alguma ideia do tipo de aquecimento que pretende e com o qual se sente mais confortável?

O projeto da moradia já inclui algum projeto do sistema de aquecimento?


Com os melhores cumprimentos da equipa do CLEAR Portugal

Melhor resposta
Faça login para aceder a este conteúdo. 
01/02/2016
, Respondeu:
Melhor resposta

Boa tarde

Esta é de facto uma questão à qual ainda não vi uma resposta clara e inequívoca nos diversos fóruns que existem e que gostava de ter, pois também vou iniciar a construção de uma moradia e não sei ainda que tipo de sistema de aquecimento central e AQS vou adotar!
Se por um lado queremos ter um bom conforto ambiental também não queremos pagar muito por isso.
Sendo assim e se me for permitido gostaria de colocar três cenários/questões à vossa equipa:
1- qual a melhor combinação para um sistema para AQS (àguas quentes sanitárias) e AC (aquecimento central) independentemente do preço (aquisição e manutenção)
2- qual o sistema mais barato para um sistema com AQS+AC (aquisição e manutenção)
3- e agora a mais dificil e se possível com manifestação de interesses qual a combinação que a equipa sugere.

obrigado.

Melhor resposta
Faça login para aceder a este conteúdo. 
02/02/2016
, Respondeu:
Melhor resposta

Boa tarde, caro Paulo Meireles,

Não é fácil dar uma resposta clara e inequívoca à sua questão, uma vez que tem algum grau de subjetividade no que respeita à definição de "melhor". O "melhor" depende se procura a resposta mais rápida, o que tem menores custos de energia, o que tem menores custos de aquisição, ou os menores custos de exploração.

Resumindo, o "melhor" é aquele que mais se adeque às suas expectativas e perfil de consumo.

Se o seu consumo de água quente for elevado, um sistema que à partida é mais caro, como o solar térmico ou uma bomba de calor, será uma opção interessante uma vez que, quanto maior for o seu consumo, maiores as poupanças quando comparado com um sistema convencional (gás ou eletricidade).

Para o aquecimento, é exatamente o mesmo; se pretende ter a casa a uma temperatura de conforto durante toda a estação de aquecimento, então uma bomba de calor ar-ar, ar-água ou uma caldeira a pellets, são excelentes opções. No entanto, se as suas necessidades de aquecimento forem reduzidas, as poupanças conseguidas com estes sistemas mais eficientes não compensarão a diferença de custo de aquisição de uma simples caldeira a gás.

Dadas todas as variáveis, é difícil num fórum indicar a melhor opção sem conhecer as suas preferências. Vamos tentar responder às questões colocadas, pela ordem que as colocou, mas sempre com a ressalva de que o conceito de "melhor" varia de pessoa para pessoa.

1 - Poderá pensar num solar térmico para preparação das AQS, apoiado por uma bomba de calor ar-água num depósito separado. Tem um custo de aquisição que pode ser elevado, mas o solar térmico garante uma percentagem da energia anual necessária e a bomba de calor fornece o que falta, com custos energéticos reduzidos. A mesma bomba de calor poderá fazer a climatização da moradia

2 - O sistema mais barato passa pela aquisição de um esquentador a gás natural para as AQS e um ar condicionado para a climatização. Caso o consumo de água quente o justifique, o mesmo esquentador em apoio a um sistema solar térmico revela-se normalmente a melhor opção a médio prazo.

3 - Sendo uma moradia cuja construção se va agora iniciar, está sujeita a um certificado energético, a emitir por um perito qualificado. Poderá escolher um que tenha competência para projeto na área das energias renováveis e que, em conjunto consigo, verifique quais as suas preferências e expectativas. Privilegia um aquecimento mais rápido ou mais uniforme? tem disponibilidade para investir mais um pouco agora e beneficiar de sistemas mais eficientes que se pagam a médio-longo prazo ou pretende gastar o mínimo agora mesmo que os custos de utilização anuais sejam superiores?


Com os melhores cumprimentos da equipa do CLEAR Portugal

Melhor resposta
Faça login para aceder a este conteúdo. 
09/02/2016
, Respondeu:
Melhor resposta

Obrigado João Silva pela resposta e se me permite vou agora reduzir as hipóteses de escolha para me ajudar a selecionar a solução que mais se adequa ao meus desejos.
O mais certo é instalar a solução mais barata, mas eu gostava de outra que previlegia-se uma redução de custos no médio prazo.
Em projeto pensei num em que a distribuição do calor seria feita através de sistema assente em piso radiante (mas não sei se cabe no meu orçamento) com apoio do sistema solar térmico (que julgo ser obrigatório por lei instalar em novas habitações) e de uma caldeira a pellets (fonte de calor é muito cara). é possível integrar todos estas componentes? Existem instaladores que agreguem todas estas valências na região do Porto?
Obrigado.

Melhor resposta
Faça login para aceder a este conteúdo. 
11/02/2016
, Respondeu:
Melhor resposta

Bom dia.

Estas questões são sempre muito interessantes dada a relevância que têm.

Existem múltiplas soluções, e desde que bem dimensionadas e bem integradas, poderão dar uma resposta que cruze com a disponibilidade financeira e os objectivos de sustentabilidade pretendidos.
No entanto para cada caso as necessidades são únicas, logo não há receitas genéricas. Será difícil mesmo para os especialistas responderem qual a melhor solução genérica.

O ponto base esse sim deve ser claro, as soluções deverão assentar no uso da energia que seja a mais acessível possível ao consumidor. Para uns poderá ser a lenha dos seus próprios terrenos (ou dos pais ...), a recuperação de desperdícios das suas matas (produção das próprias pellets, ou o acesso ao sol de todos nós (solar térmico, Bombas Aerotérmicas, etc). Mais dificilmente gás ou gasóleo que não podemos produzir no quintal.

O importante é assim partir de uma análise cuidada das necessidades e uma quantificação para as várias soluções dos custos de exploração, vantagens, desvantagens, etc. e assim chegar ao tal dimensionamento correcto.

Em resumo é selecionar um promotor de soluções que esteja ao seu lado no trabalho que tem que ser conjunto.
O especialista na sua casa é o seu ocupante, não os técnicos ou instaladores.

Cumprimentos.
AM.

Melhor resposta
Faça login para aceder a este conteúdo. 
16/08/2016
, Respondeu:
Melhor resposta

Bom dia a todos os intervenientes da discussão!
Eu estou a projectar a minha casa que vai ter cerca de 180m2.
Queria lançar à equipa uma pergunta da melhor combinação para AQS e AC, sabendo que vou instalar painéis solores, vou colocar uma recuperador a lenha, e pretendo utilizar esse recuperador como fonte de aquecimento.
Estou a pensar colocar piso radiante.
A minha questão é tentar perceber qual a melhor combinação para completar estes 2 elementos de fontes de calor?
Com os melhores cumprimentos.
nelson

Melhor resposta
Faça login para aceder a este conteúdo. 
19/08/2016
, Respondeu:
Melhor resposta

Bom dia, caro Nelson Fazenda,

  uma vez que já nos colocou a mesma questão, solicitamos que as respostas à sua dúvida sejam lá respondidas.

Com os melhores cumprimentos da equipa do CLEAR Portugal

Melhor resposta
Faça login para aceder a este conteúdo. 
03/10/2015
Melhor resposta

Bom dia
pergunta difícil :)
o melhor equipamento pode não ser o que lhe sai mais barato a funcionar.
Mas se vai construir agora, eu apostaria numa combinação de solar com bomba de calor, desde que o aquecimento seja por chão radiante.

Faça login para aceder a este conteúdo. 
16/11/2020
, Respondeu:

E bomba de calor com ventiloconvector, também é eficaz?

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.