Notícias

Poupe água com os hábitos e os dispositivos certos

22 março 2021
Água a correr da torneira. Dicas DECO PROTESTE para poupar água.

Há redutores e chuveiros que permitem poupar água, mas primeiro tem de medir a pressão e o caudal. Saiba como verificar a utilidade dos dispositivos que reduzem o consumo de água.

A água é um dos bens mais preciosos do nosso planeta, sem a qual não há vida. Em alturas de seca, somos confrontados com a escassez e a necessidade de racionar a sua utilização. Urge, por isso, adotar alguns hábitos, como fechar a torneira enquanto lavamos os dentes e tomar duches rápidos em vez de banhos. Colocar dispositivos que reduzem o caudal das torneiras é outra medida útil para reduzir os consumos de água sem alterar o conforto.

Conheça o movimento pela sustentabilidade

A 22 de março, assinala-se o Dia Mundial da Água, e juntámo-nos ao movimento H2Off – Hora de fechar a torneira, promovido pela APDA (Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas), que incentiva a não gastar água, durante uma hora, às 22 horas, nesse dia. O objetivo é contribuir para a mudança de comportamentos e apelar a uma consciencialização clara e atuante sobre o uso correto e eficiente da água.

1. Poupar água na casa de banho

  • Feche a torneira enquanto lava os dentes ou se ensaboa.
  • Tome duches rápidos em vez de banhos. Um duche diário de dez minutos – considerando uma família de quatro pessoas – pode implicar um gasto de entre 7200 a 33 600 litros por mês, dependendo da eficiência do chuveiro. Se demorar só cinco minutos, gasta apenas metade. Uma família de quatro pessoas que adote estas medidas pode poupar até 200 mil litros de água por ano. Mantenha a torneira aberta só o tempo indispensável para se molhar e retirar o champô e o sabonete.
  • Conserte os autoclismos e as torneiras que pingam. O desperdício é considerável: dez pingos por minuto equivalem a um copo por hora ou seis litros por dia, um duche por semana, uma pequena piscina infantil por estação e cerca de dois mil litros suplementares por ano. Já uma fuga maior, gota a gota, poderá desperdiçar até 50 litros por dia, ou seja, 1500 litros por mês.
  • Instale uma torneira misturadora termostática ou uma torneira monocomando. Com esta alteração será possível poupar água enquanto procura a temperatura ideal.

2. Redutores de caudal nas torneiras

Instalar redutores de caudal nas torneiras ajuda a poupar água. Na loja, encontrará também cabeças de chuveiro economizadoras. Não precisa forçosamente de comprar um chuveiro novo para ter um sistema mais eficiente: pode adquirir redutores de caudal para a mangueira flexível ou para o cabo do chuveiro. Certifique-se de que são compatíveis.

Para saber se estes dispositivos têm utilidade para o seu caso em específico – e qual o que mais de adequa à sua família –, tem de medir o caudal da água e ter informação da pressão na sua área de residência.

  • O primeiro passo é realizar um simples teste para avaliar o caudal da torneira. Divida por 60 o tempo que demora a encher um recipiente de um litro para obter o débito das torneiras e dos chuveiros (em litros por minuto). Os valores mínimos de referência para as torneiras de lavatório são três a quatro litros por minuto; para as de cozinha, cinco a seis litros por minuto.
  • Para saber qual a pressão da água na saída das torneiras, contacte a entidade gestora. Encontrará o contacto na sua fatura da água.

A pressão da água na torneira deve ser no mínimo de 3 bar, o que corresponde a 30 metros de coluna de água (m.c.a.), para não comprometer o funcionamento do esquentador ou da caldeira. Depois de descobrir a pressão da água à entrada de casa, desconte 7 m.c.a. Em moradias com vários pisos, subtraia ainda 3 m.c.a. por piso. Por exemplo, para uma pressão de 40 m.c.a. à entrada de uma moradia de dois pisos, a pressão a considerar no andar superior será de 40 - 7 - 3 = 30 m.c.a. Na etiqueta dos redutores de caudal, a pressão será indicada em bar (por exemplo, 30 m.c.a correspondem a 3 bar e 20 m.c.a correspondem a 2 bar). 

Escolha os dispositivos depois de consultar na etiqueta os dados que relacionam a pressão de água (indicada em bar) com o caudal de água (indicado em l/min). 

Please fill the source and the alt text 
Os redutores são fáceis de instalar: basta desenroscar a ponteira da torneira e substituí-la pelo redutor, também ele de enroscar. 

3. Diminuir o gasto de água com o autoclismo

Os autoclismos com dupla descarga são os que permitem maiores poupanças. Caso não tenha um deste tipo, tem duas hipóteses: 

  • a primeira é diminuir o nível de enchimento, regulando o parafuso de plástico que comanda a boia. Só com este gesto pode poupar até quatro litros por descarga completa; 
  • a segunda é comprar mecanismos de dupla descarga (total ou parcial) ou de interruptor de caudal, que se adaptam ao autoclismo. Testámos alguns modelos universais que alegam poupança; porém, nem sempre funcionam corretamente. Os volumes mostraram-se irregulares e, por vezes, foi difícil controlar as descargas de água.

O nosso conselho: se está a pensar remodelar a casa de banho, opte por um autoclismo equipado de origem com dupla descarga ou com interrupção de descarga. Existem modelos com diferentes capacidades.

4. Reduzir o consumo de água na cozinha

  • Não deixe a água a correr enquanto lava a loiça à mão. É preferível encher a cuba do lava-loiças e ir colocando a loiça com detergente nesta cuba.
  • Para lavar a fruta e os legumes pode seguir o mesmo exemplo anterior. Evite, ao máximo, deixar a torneira aberta.
  • Use as máquinas de lavar loiça só com carga completa, sem recorrer a ciclos com pré-lavagem. Esta só se justifica em casos excecionais, quando as sujidades estão excessivamente ressequidas, ao fim de 48 horas, por exemplo. 
  • Prefira os programas eco. Nas máquinas de lavar loiça, são mais longos (duram mais uma hora, em média), para compensar a temperatura mais baixa da água. Em média, o consumo com o programa eco face ao programa principal (auto, normal ou universal), poupa cerca de 25% em eletricidade e cerca de 20% em água.
  • Se tiver loiça muito volumosa (uma panela grande ou uma saladeira, por exemplo), verifique se, lavando-a à mão, poderá colocar na máquina a loiça de duas refeições.
  • Limpe os filtros com regularidade para manter a eficiência da lavagem.

5. Poupar água no jardim

  • Regue as plantas nas horas de menor calor, de preferência à noite, para evitar perdas por evaporação. Uma rega intensa, mas espaçada no tempo, é preferível à rega frequente, mas ligeira, pois nesta a água não penetra profundamente no solo. Não regue as folhas, mas apenas a zona das raízes, para diminuir as perdas por evaporação.
  • Caso tenha um sistema de rega automática, instale sensores de humidade no solo. Estes sensores detetam quando é necessário ativar a rega automática, evitando o desperdício de água em dias de chuva. Em alternativa, desligue o sistema de rega automática em alturas de chuva.
  • Opte por um sistema de rega "gota a gota", que consome menos do que a rega por aspersão.
  • No verão, não corte a relva muito rente, para permitir que o solo se mantenha húmido mais tempo. Elimine as ervas daninhas: são plantas indesejadas e que absorvem a água destinada às suas plantas, aumentando, assim, as necessidades de rega.
  • Aproveite a água de lavagem da fruta e dos legumes – ou, ainda, a água que corre no duche enquanto espera que atinja a temperatura desejada – para lavar pavimentos exteriores, abastecer o autoclismo ou regar o jardim. Nas piscinas, recorra a circuitos de recirculação da água.
  • Lave o automóvel apenas quando necessário. Uma lavagem por mês, por norma, é suficiente. Uma lavagem de dez minutos com a mangueira pode consumir até 200 litros. Use um balde para ensaboar o automóvel e a mangueira apenas para enxaguar. Em alternativa, opte pela lavagem automática. Há instalações com sistemas de reutilização de água que gastam cerca de 35 litros por lavagem.
 
O nosso guia apresenta bons conselhos para poupar água em casa e no jardim.

Se já é nosso subscritor, faça login para descarregar. 

Ainda não tem conta no site? Registe-se para ter acesso ao guia.

Registar

6. Outros gestos que baixam o consumo

  • Se tem crianças pequenas que ainda necessitam do banho de imersão, não encha a banheira mais de um palmo de altura.
  • Recolher a primeira água do duche até chegar a água quente permite substituir uma descarga de autoclismo, encher um balde para lavar o chão ou regar os seus canteiros de flores.
  • Limpe regularmente os orifícios de saída de água do chuveiro, pois as obstruções de calcário causam consumo desnecessário de energia.
  • Assegure-se de que não tem perdas de água, nem nas torneiras nem no autoclismo.
  • A sanita é, muitas vezes, indevidamente usada como caixote do lixo para algodão ou lenços de papel, o que requer uma descarga completa – 10 ou 12 litros, em muitos modelos – para os fazer desaparecer. Coloque um pequeno caixote do lixo na casa de banho e explique à família que os resíduos sólidos são para deitar no caixote e nunca na sanita. Além de evitar descargas desnecessárias, também previne problemas nas estações de tratamento de águas residuais (ETAR).

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós