Dicas

Scooters com travões ABS são mais seguras

Testámos o sistema de travões ABS nas scooters de baixa cilindrada. Revelou-se o mais seguro porque deteta se uma roda está a bloquear e inicia uma travagem intermitente, evitando assim o bloqueio. Veja o vídeo com os resultados.

  • Dossiê técnico
  • Alexandre Marvão
  • Texto
  • Sofia Frazoa e Filipa Nunes
09 agosto 2018
  • Dossiê técnico
  • Alexandre Marvão
  • Texto
  • Sofia Frazoa e Filipa Nunes
scooters

Antes de comprar uma scooter, verifique que sistema de travões tem. Atualmente existem scooters com e sem ABS. O ABS é o mais seguro, pois é capaz de detetar que uma roda está a bloquear e inicia uma travagem intermitente, evitando assim o bloqueio e diminuindo a distância de travagem.

Desde 2016, na Europa, é obrigatório que todas as motas com mais de 125 cc estejam equipadas com um sistema antibloqueio de ABS. As de menos cilindrada não são obrigadas a tê-lo.

Neste teste, analisámos as diferenças de travagem com e sem ABS e concluímos que as scooters com travões ABS são muito mais seguras. Os resultados comprovam que equipar as motas com sistema ABS nas duas rodas é um fator de segurança importante.

 

 

 

Carta de mota a partir dos 14 anos

Existem vários tipos de licença de condução para motos. A partir dos 14 anos já é possível conduzir scooters e ciclomotores até 50 cc, que não ultrapassem os 45 km/hora. Conheça os requisitos para cada tipo de carta.

Licença de condução ‘AM’

Idade mínima: 14 anos.
Requisitos: autorização escrita de quem exerce o poder paternal; frequenter, com aproveitamento, uma ação especial de formação ministrada por entidade autorizada pelo IMT.
Tipo de moto: ciclomotor de duas rodas caracterizado por um motor de combustão interna de cilindrada não superior a 50 cm3, com velocidade máxima não superior a 45 km/h ou cuja potência nominal máxima contínua não seja superior a 4 kW, se o motor for elétrico.

Carta de condução categoria ‘A1’

Idade mínima: 16 anos.
Requisitos: aptidão física e mental, aprovação no exame de condução (prova teórica e prática), não haver nenhuma interdição para conduzir e residir em Portugal.
Tipo de moto: motociclos de cilindrada não superior a 125 cm3, de potência máxima até 11 KW e relação peso/potência não superior a 0,1 KW/Kg; triciclos com potência máxima não superior a 15 KW. 

Carta de condução categoria ‘A2’

Idade mínima: 18 anos. Requisitos: aptidão física e mental, aprovação no exame de condução (prova teórica e prática), não haver nenhuma interdição para conduzir, residir em Portugal.
Tipo de moto: motociclos de potência máxima não superior a 35 KW, relação peso/potência não superior a 0,2 KW/Kg, não derivados de versão com mais do dobro da sua potência máxima. 

Carta de condução categoria ‘A’

Idade mínima: 24 anos (podendo inscrever-se seis meses antes, ou seja, aos 23 anos e seis meses de idade) ou 20 anos, desde que tenha dois anos de habilitação da subcategoria A2.
Requisitos: mínimo de dois anos de experiência de condução de cartas de categoria ‘A2’.
Tipo de moto: todos os motociclos, sem limite de cilindrada ou potência.

Carta de condução categoria B

Idade mínima: 18 anos.
Requisitos: aptidão física e mental, aprovação no exame de condução (prova teórica e prática), não haver nenhuma interdição para conduzir e residir em Portugal.
Tipo de moto: veículos das categorias AM e A1, desde que tenham idade igual ou superior a 25 anos.

 

Este artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais se for indicada a fonte e contiver uma ligação para esta página. Ver Termos e Condições.