última atualização: 20-07-2018

Válvula misturadora termosestatica.

Boa Tarde, deixo aqui a seguinte questão/dúvida.

“A válvula misturadora termostática deverá ser sempre colocada em sistemas termossifão. Neste tipo de sistemas não existe qualquer controlo sobre a temperatura que está no depósito. Se num fim de semana no verão estiver fora de casa e não houver consumo, quando regressar a casa, a água no depósito poderá estar a temperaturas superiores a 80ºC.Tenha crianças ou não, esta válvula misturadora deverá sempre existir, seja para segurança contra queimaduras dos utilizadores, seja para garantir a longevidade da instalação hidráulica.

Com efeito existem 2 grandes objectivos na instalação aconselhada destas válvulas desde logo a segurança de pessoas e da própria instalação e a segunda a optimização energética da energia acumulada (sob a forma de água quente).”

Esta informação acima obtive aqui no fórum.

Já me informaram que é obrigatório por lei instalar essa válvula misturadora, mas não me souberam dizer com que base é essa obrigação. Comprei apartamento em 2016 e referiram que era obrigatório já antes desse ano.Alguém me pode ajudar nesta questão? Já andei a pesquisar para ver se havia alguma legislação que me informasse dessa tal obrigação, visto que quem me vendeu o apartamento referiu que não foi montada a válvula.

Junte-se a nós

Esta informação foi útil e ajudou-o? Para apoiar a nossa comunidade, registe-se no site. É gratuito, demora menos de um minuto.

  • Pode perguntar e pedir conselhos
  • ler as contribuições dos nossos membros
  • dar o seu contributo 
  • receber o feedback de um especialista.

Registe-se em DECO PROTESTE para participar.
Entrar ou Registar

Comentários

Melhor resposta
User name Moderator
Bruno Miguel | Moderador
20-07-2018
Melhor resposta

Bom dia Sr. Luis Veiga,

Informo que não está contemplado na legislação atual uma Lei que obrigue a instalação de uma válvula misturadora termostatica, mas sim informação sobre boas práticas na distribuição de água quente.

Pode encontrar no DL n.º 194/2009, de 20 de Agosto sobre os SERVIÇOS MUNICIPAIS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA, SANEAMENTO E RESÍDUOS URBANOS, o Artigo 79.º da Norma revogatória para o Decreto Regulamentar n.º 23/95 no qual encontramos no artigo 97, ponto 2 que as temperaturas da água na distribuição de água quente não devem exceder os 60ºC e no ponto 3 afirma que sendo necessário manter temperaturas superiores à indicada no número anterior, têm de ser tomadas precauções especiais na escolha do material a utilizar, na instalação e ainda com a segurança dos utentes.

Deste, modo rege-se pelas boas prática a instalação de componentes que evitem temperaturas que ponham em causa a segurança dos utilizadores, sendo prática comum a instalação de válvula termostática. A legislação assim dá azo a interpretações diferentes sobre a obrigatoriedade e a maneira de controlar e/ou limitar a temperatura a que chega ao consumo. Uma válvula misturadora de 3 vias pode fazer uma regulação da temperatura manualmente, mas possibilita que se num descuido do utente a água possa ser fornecida a uma temperatura superior a 60ºC no caso do equipamento não possuir um controlo termostático. 

Tomando em consideração o ponto 3 do DL 23/95, não obriga a distribuição de água quente inferior a 60ºC em situações excecionais, dando um exemplo das máquinas de lavar loiça bitérmicas, no qual podem exigir temperaturas superiores a 60ºC.

Esperemos ter ajudado numa melhor clarificação do tema em questão.

Com os melhores cumprimentos

Equipa Energias Renováveis

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.