Guia de compras

Salamandras a pellets: guia de compras

24 maio 2016
O guia de compras DECO PROTESTE ensina tudo o que é importante ter em conta na escolha de uma salamandra a pellets.

24 maio 2016
Na escolha de uma salamandra a pellets, tenha atenção ao sistema de segurança, pois nem todas cumprem os requisitos. A capacidade do depósito é outro aspeto importante e dita a autonomia do equipamento.

O preço das salamandras varia bastante, mas um aparelho caro não é garantia de melhor desempenho. Por exemplo, ao compararmos o preço mínimo do Extraflame Viviana Pergamena, uma das nossas Escolhas Acertadas, com o do MCZ Musa 2.0 Air, obtemos uma diferença de € 1120, sendo que o mais caro tem um desempenho pior e problemas de segurança. Ao preço de compra, é necessário acrescentar o custo da instalação (a partir de 200 euros).

O custo de manutenção anual das salamandras ronda os € 336, de acordo com os nossos testes.

Valorize a segurança do sistema. No nosso teste avaliámos a segurança elétrica, o acesso a partes ativas sem ferramentas, as temperaturas superficiais e dos componentes internos e o risco de queimaduras ao manusear a salamandra ou a reabastecer o depósito de pellets.

Quais as principais vantagens?

Utilizando pellets de origem sustentável, sem abate de árvores para a sua produção, esta energia renovável é neutra em carbono, pelo que é uma solução ecológica e amiga do ambiente.

Como instalar uma salamandra a pellets em casa?

A maior dificuldade a ter em conta prende-se com a colocação da chaminé no exterior: pode vir a necessitar de uma autorização do condomínio ou da câmara municipal. Depois, há pequenas questões técnicas. Dado que os queimadores de pellets são aparelhos pesados (alguns modelos têm mais de 100 kg), é necessário verificar se a estrutura do local da instalação suporta esse peso.
Vai necessitar ainda de um espaço seco e com boa acessibilidade para armazenar os pellets. A capacidade de carga dos modelos domésticos ronda os 15 a 25 kg, o suficiente para 8 a 10 horas de funcionamento à potência máxima.

Quanto custa?

O preço de uma salamandra a pellets pode variar entre os € 800 e os € 5000, consoante a sua potência, versatilidade e material de construção. Alguns modelos permitem a programação das horas de funcionamento e paragem, possibilitando o aquecimento da casa quando chegar.

Quanto posso poupar?

O custo por kWh da energia térmica gerada por uma salamandra de pellets varia com o preço dos pellets (o custo por quilograma em palete é inferior ao custo por quilograma em sacos de 15 kg) e do rendimento da queima da salamandra. Como valor médio considere 0,05 a 0,06 €/kWh, em vez de 0,13 €/kWh de uma caldeira a gás propano ou dos 0,19 €/kWh de um radiador ou termoventilador.

Aspetos fundamentais

Verifique a capacidade do depósito interno de pellets da salamandra: maior depósito, maior autonomia.

Quanto mais baixas forem as emissões de poluentes para a atmosfera (CO, CO2, NOx e partículas), melhor.

Valorize a segurança do sistema. No nosso teste, avaliámos a segurança elétrica, o acesso a partes ativas sem ferramentas, as temperaturas superficiais e dos componentes internos e o risco de queimaduras ao manusear a salamandra ou a reabastecer o depósito de pellets. Dos 15 sistemas que testámos, três não cumprem os requisitos de segurança mínimos. Recomendamos que não os adquira.


Imprimir Enviar por e-mail