Resultados recorrentes

Após a entrada em vigor das IFRS, a classificação como resultado extraordinário ficou muito restrita. Assim, as empresas por vezes apresentam, em anexo às contas, uma divisão entre resultados recorrentes e não recorrentes.

As operações não recorrentes dizem respeito a negócios pontuais que não deverão ter continuidade nos exercícios seguintes, como vendas de ativos.