Sobre a PROTESTE INVESTE

Quem somos

PROTESTE INVESTE é o portal financeiro da DECO PROTESTE

Conselhos e análises realizados com a máxima independência por uma equipa internacional de especialistas.

PROTESTE INVESTE (edição semanal)

Quer investir em ações mas não tem tempo para absorver toda a informação que surge sobre os mercados financeiros?

Semanalmente, a PROTESTE INVESTE apresenta-lhe um resumo dos principais mercados bolsistas, análises, avaliações e conselhos sobre empresas nacionais e estrangeiras. Saiba quais as ações que deve comprar, vender ou manter na sua carteira. Conheça também os novos produtos de poupança ou de investimento e os conselhos dos nossos especialsitas.

PROTESTE INVESTE (edição mensal)

Não sabe qual o melhor destino a dar às suas poupanças? Está indeciso quanto ao tipo de investimento a realizar?

A edição mensal da PROTESTE INVESTE dá-lhe informação detalhada sobre as várias formas de investimento: obrigações, fundos, depósitos a prazo, produtos estruturados, imobiliário, etc. Com total independência, a partir das análises de uma equipa de especialistas financeiros, descubra as melhores alternativas para investir e poupar da melhor forma.

Portal PROTESTE INVESTE

Os conselhos, as análises e as ferramentas da PROTESTE INVESTE disponíveis a qualquer hora, em qualquer lugar.

  • O portal PROTESTE INVESTE oferece-lhe acesso imediato a informação financeira atualizada, conselhos e ferramentas que lhe permitem rentabilizar as suas poupanças. Além de vários simuladores, através de uma carteira virtual pode testar as suas estratégias antes de colocá-las em prática.
  • Pode ainda consultar os dados financeiros e o desempenho de 200 ações e mais de 1400 fundos, a par de informação detalhada sobre depósitos a prazo, contas poupança, Certificados de Aforro, Certificados do Tesouro, Obrigações do Tesouro, PPR, produtos complexos e outros.
  • Através do portal, também pode aceder aos arquivos da PROTESTE INVESTE e descarregar as edições pretendidas em formato PDF.

Newsletter semanal

  • Todas as semanas receba a newsletter da PROTESTE INVESTE com informação sobre a atualidade bolsista e económica, as mais recentes mudanças de conselho e últimas análises.
  • A newsletter da PROTESTE INVESTE alerta-o ainda para os principais acontecimentos que podem afectar as suas poupanças e investimentos.

Missão: defender os consumidores e os investidores

  • A Deco Proteste Editores publica diversas revistas (Pro Teste, Teste Saúde, Dinheiro & Direitos) e guias práticos que abordam todas as questões num espírito de defesa do consumidor: analisando os temas do ponto de vista do consumidor, tratando a informação com total isenção, mantendo-se independente das autoridades públicas, dos media e das empresas.
  • As publicações financeiras (PROTESTE INVESTE) respeitam também esta linha de conduta. Estas publicações e o seu sítio na Internet analisam informação recolhida com toda a independência junto de diferentes fontes e tratada por analistas de acordo com modelos de avaliação conceituados e reconhecidos. Esta metodologia garante a neutralidade dos conselhos e a ausência de outros interesses nas recomendações emitidas.
  • A assinatura das publicações, financeiras ou outras, permite ainda que os leitores acedam ao nosso serviço de informação por telefone ou correio electrónico. Toda uma equipa está permanentemente ao dispor dos associados para esclarecer dúvidas, dar informações complementares, etc.

Presente em 5 países: Portugal, Espanha, Itália, Bélgica e Luxemburgo

  • As publicações financeiras são uma das atividades do grupo europeu Euroconsumers, do qual faz parte a Deco Proteste. A Euroconsumers agrupa ainda diversas associações independentes de consumidores de Portugal, Bélgica, Espanha e Itália.
  • No quadro dos conselhos de investimento, esta estrutura europeia permite uma estreita colaboração internacional, nomeadamente no acompanhamento dos diversos mercados bolsistas e uma melhor avaliação da atualidade financeira global.
  • A equipa de colaboradores ligada aos produtos financeiros é composta por cerca de 50 analistas financeiros e jornalistas repartidos por várias cidades europeias: Lisboa, Bruxelas, Luxemburgo, Milão e Madrid.

Uma metodologia rigorosa

Metodologia - Ações

  • Os conselhos dados para as ações são Comprar, Manter, Vender, Não comprar, Aceitar a Oferta e Em Revisão. Os conselhos são elaborados numa ótica de longo prazo (mais de 5 anos), mas podem ser modificados em qualquer momento, tendo em conta o risco e a avaliação relativa. Os indicadores de risco publicados são expressos num número que varia de 1 (baixo risco) a 5 (risco elevado). Estes indicadores são baseados na volatilidade histórica (Sigma) da ação (nos últimos cinco anos), nos rácios financeiros da empresa e em alguns fatores de risco futuros (por exemplo, os riscos relacionados com processos judiciais).
  • A avaliação relativa pode definir uma ação como muito barata, barata, correcta, cara e muito cara. Reflecte o modo como a ação se comporta relativamente ao conjunto das ações analisadas. Os critérios de base utilizados para medir a avaliação relativa de uma ação são os rácios cotação/lucro, cotação/cash flow, cotação/valor contabilístico e o rendimento esperado (com base no Modelo dos dividendos descontados), relativamente ao risco (Beta). Estes parâmetros são ponderados respetivamente por 10%, 15%, 25% e 50% para as empresas industriais e por 25%, 0%, 25% e 50% para as instituições financeiras. Esta avaliação relativa combinada é ainda corrigida em função do nível das taxas de juro e da evolução prevista para as divisas.

Metodologia - Fundos

  • A avaliação dos fundos de investimento é expressa em estrelas (1 a 5 estrelas). Estas são determinadas com base no comportamento do fundo durante os últimos cinco anos, relativamente a um mercado de referência (índice de rendimento).
  • A avaliação consiste numa análise de regressão que utiliza 60 observações históricas mensais e utiliza uma medida de rendimento (Alfa) ajustada por uma medida da regularidade do desempenho ( tracking error ). Um score de 3 estrelas significa que o fundo se comporta de acordo com a média do mercado; uma avaliação de menos de 3 estrelas significa que teve um desempenho inferior; e uma apreciação superior a 3 estrelas implica que teve um desempenho superior à média do mercado.
  • Os conselhos Comprar, Vender, Manter são baseados nos seguintes elementos:

Modelo de alocação de ativos de Markowitz

Modelo de avaliação setorial baseado numa abordagem comparativa e prospetiva do rendimento e do risco

Avaliação do fundo (1 a 5 estrelas)

Estrutura das comissões dos fundos

Disponibilidade do fundo na rede de comercialização

Metodologia - Avaliação de Imóveis

  • Os conselhos relativos à avaliação de imóveis baseiam-se num modelo de avaliação em que o objetivo de compra de um imóvel é obter rendimento através do arrendamento e numa perspetiva de longo prazo (no mínimo 10 anos).
  • Desta forma, são recolhidos nos sites mais representativos do mercado de anúncios de imóveis os dados relativos a um conjunto homogéneo de imóveis localizados numa determinada zona (normalmente, freguesia), comparando preços de venda e de arrendamento e aplicando um conjunto de fatores de forma a determinar o "valor de avaliação justo", quando o valor de venda permite uma determinada rentabilidade aos proprietários que compram para arrendar. Ao comparar o valor justo com o valor médio de mercado determina-se o nível atual dos preços praticados: muito barato, barato, correto, caro ou muito caro.
  • O preço de compra e venda aplica-se por m2, indicando o preço máximo recomendado a pagar em caso de compra e o preço mínimo recomendado a receber em caso de venda. Os valores indicados são antes de impostos e outros custos legais de transação.

Produtos estruturados

  • Os conselhos relativos aos produtos estruturados são formulados com base na avaliação do nível de risco/rendimento.
  • O perfil de risco/rendimento é estabelecido com base em simulações do tipo Monte Carlo que permitem avaliar as probabilidades de ocorrência de todos os rendimentos possíveis do produto. Estas distribuições de probabilidade assentam sobre leis estatísticas que refletem o comportamento de cada ativo subjacente e cujos parâmetros têm origem em dados internos (previsões) e de mercado (volatilidade e correlações estabelecidos a partir de observações históricas nos últimos 5 anos).

Ficha técnica

PROPRIETÁRIO DA PUBLICAÇÃO

DECO PROTESTE, Editores, Lda., sociedade comercial por quotas com o NIPC 502611529 e sede na Av. Eng.º Arantes e Oliveira, nº 13, Olaias, 1900-221 Lisboa

EDITORA E REDAÇÃO

Av. Eng.º Arantes e Oliveira, n.º 13, Olaias, 1900-221 Lisboa

CONSELHO DE GERÊNCIA

Vasco Colaço, Filipe Moura e Luís Silveira Rodrigues em representação da DECO, detentora de 25% do capital, e Daniel Stons, Armand de Wasch, Crescenzo Passaro e Ivo Mechels, da Euroconsumers, com 75% do capital.  


COUNTRY MANAGER e REPRESENTANTE LEGAL 
António Balhanas

DIRETORA E EDITORA DE PUBLICAÇÕES Cláudia Maia

RESPONSÁVEL ESTUDOS JURÍDICOS-ECONÓMICOS Joaquim Silva

ANALISTAS FINANCEIROS

Analistas financeiros do mercado nacional: João Sousa: banca, construção, bens de consumo, papel, distribuição, serviços informáticos; Rui Ribeiro: media, telecomunicações, papel, energia.

Outros valores mobiliários e instrumentos financeiros: António Ribeiro, João Sousa, Jorge Duarte.

Na análise do mercado internacional, a PROTESTE INVESTE cede e recebe alguns conteúdos de organizações europeias de consumidores com as quais definiu metodologias idênticas: Euroconsumers S.A. Avenue Guillaume 13b, L-1651 Luxembourg; Altroconsumo Edizioni Finanziarie S.R.L. Via Valassina, 22 – 20159 Milano; Test-Achats S.C. Rue de Hollande 13, 1060 Bruxelles; OCU Ediciones S.A. C/Albarracín, 21-28037 Madrid.

COLABORADORES

André Gouveia, Filipe Campos.

Assinaturas

Pretende saber mais informações sobre os nossos preços e condições? Contacte o nosso Serviço de Assinaturas de segunda a sexta-feira, das 9h às 13h e das 14h às 18h, através do número 808 200 146 (rede fixa) ou 21 841 08 01 (telemóveis).