Fundos harmonizados

Um fundo diz-se harmonizado quando respeita um conjunto de leis europeias sobre investimento.

Entre outros aspetos, estas diretivas impõem normas rigorosas de dispersão do investimento e, consequentemente, do risco assumido pelos fundos. O respeito por estas regras também lhes confere o denominado passaporte europeu, que lhes permite serem comercializados livremente na União Europeia. Caso contrário, são denominados de não harmonizados.

A grande maioria dos fundos comercializados em Portugal é harmonizada, incluindo os sediados no estrangeiro. Como exceção existem os fundos investimento alternativos, que são regidos por regulamentação própria.