Fundo ético

O conceito de investimento responsável deu origem a um novo tipo de fundos. Denominados, por vezes, de éticos, não são geridos unicamente por critérios financeiros e garantem aos investidores que determinadas empresas têm de cumprir um determinado conjunto de critérios.

No entanto, o termo "ético" é multifacetado. Os critérios utilizados para a seleção das ações que irão compor o fundo podem ser de teor ecológico, político, religioso, etc., consoante o investidor-alvo a que se destinam. Por exemplo, os investidores que se mostrem mais preocupados com o ambiente poderão optar por um fundo que só invista em empresas que contribuam para o desenvolvimento sustentado do planeta. Ou, ainda, possibilitar a um investidor católico ou muçulmano o investimento exclusivamente em empresas que respeitem as suas crenças religiosas.

Se, nos Estados Unidos, este tipo de fundos é comum, na Europa e, em particular, em Portugal, ainda estão pouco divulgados. Refira-se ainda que os fundos com preocupações especiais não têm, necessariamente, de investir unicamente em ações, podendo ter, por exemplo, uma política de investimento mista (ações, obrigações, etc.).