Economias de escala

O conceito de economias de escala aplica-se a uma situação em que o preço de custo por unidade para produzir um determinado bem diminui à medida que o número de peças produzidas aumenta. Esse caso verifica-se, por exemplo, no setor da construção automóvel, onde as despesas fixas são muito elevadas, independentemente do número de veículos produzidos.

Contudo, as economias de escala não devem ser confundidas com as economias de gama, que se verificam quando é mais barato produzir dois produtos ou serviços em conjunto do que em separado. Um exemplo é o dos bancos e das seguradoras que vendem os seus produtos em conjunto nas suas agências.