Aumento de capital

Operação que consiste no aumento de capital de uma empresa pela entrada de dinheiro fresco ou pela incorporação de ativos. A empresa emite novas ações que propõe aos acionistas, a um preço geralmente inferior ao da cotação em bolsa.

Quando ocorre um aumento de capital por incorporação de reservas, apenas se reforça o capital social da empresa por contrapartida de uma diminuição das suas reservas. Nos aumentos de capital por subscrição são emitidas mais ações da empresa em questão. Muitas vezes estas novas ações apenas estão reservadas aos anteriores acionistas e, na esmagadora maioria dos casos, a sua subscrição é feita a um preço inferior à cotação bolsista. Os anteriores acionistas recebem direitos de subscrição que podem exercer para comparar novas ações com desconto, ou vender esse direito em bolsa.

É muito importante que os acionistas informem o seu intermediário financeiro sobre o que pretendem fazer: vender os direitos em bolsa ou adquirir as novas ações. A melhor opção dependerá do eventual interesse em manter ou reduzir o seu investimento na empresa em questão. Em todo o caso, devem manifestar a sua vontade junto do intermediário financeiro, sob pena de desperdiçar o valor dos direitos.