A descoberto

Define-se como compra a descoberto quando se adquire ações no mercado a prazo, sem dispor dos fundos necessários de imediato, dado que o pagamento é diferido. Trata-se de uma especulação sobre a subida do título a curto prazo que permitirá, caso essa se confirme, vender de seguida e lucrar com a diferença. Por outras palavras, obtém-se lucro sem ter sido necessário qualquer investimento inicial.

Define-se como venda a descoberto quando se vende ações, no mercado a prazo, sem as possuir no momento, e porque apenas se terá de entregá-las no futuro. Trata-se de uma especulação sobre a queda do título a curto prazo que permitirá, caso essa se confirme, comprar posteriormente as ações e lucrar com a diferença de preços. Por outras palavras, obtém-se lucro sem se ter detido as ações.