Reverse split

Uma operação de reverse split corresponde a uma redução do número de ações em circulação, pelo que a cotação aumenta instantaneamente pela mesma proporção.

No dia do reverse split, cujo fator seja, por exemplo, 20, a cotação irá ver multiplicada automaticamente por 20 de modo a que não haja alteração à capitalização bolsista da empresa. Ou seja, uma operação neutra para a valorização do investimento do acionista.

Normalmente, as empresas não adoptam um reverse split a não ser que sejam obrigadas, nomeadamente pelos mercados bolsistas, em que há casos de exigirem que a cotação unitária seja superior a um determinado valor.