Fundo de distribuição

Num fundo de distribuição, os participantes recebem periodicamente rendimentos. O que se reflete no valor das unidades de participação: como há uma saída de dinheiro, o preço cai pelo montante distribuído.
 
Exemplo: o fundo Alfa distribui mensalmente a totalidade dos ganhos obtidos. Desta forma, todos os meses, após a distribuição dos rendimentos, o valor de cada UP volta aos 5 euros. Se por hipótese, o fundo pagou, num determinado mês, aos seus subscritores, uma quantia de 0,02 euros por UP, de um valor de 5,02 euros, as UP desceram para 5 euros, imediatamente após a distribuição. Um subscritor, que tenha adquirido cada UP por 5 euros, obteve um rendimento unitário de 0,02 euros. Caso o fundo não tivesse procedido à distribuição, o valor das UP ter-se-ia mantido nos 5,02 euros. Ou seja, realizando o resgate, o investidor obteria, à mesma, um ganho de 0,02 euros por UP.
 
Ao invés, num fundo de capitalização, os rendimentos obtidos são de novo aplicados e as unidades de participação (UP) tendem a aumentar de valor (ver mais). Independentemente de um fundo ser de capitalização ou de distribuição, os resultados obtidos são teoricamente iguais.