Exchange Traded Funds (ETF)

Um Exchange Traded Fund (ETF) é um fundo índice cotado em bolsa, à semelhança das ações. A sociedade gestora de um ETF tem como objetivo copiar a evolução de um determinado índice bolsista. Assim, a cotação do fundo reflete o valor do índice subjacente.

A grande maioria dos ETF podem ser adquiridos nas bolsas da Euronext, Frankfurt, Londres ou Nova Iorque, desde que o intermediário financeiro dê acesso a esses mercados.

Tal como os restantes fundos de investimento, os ETF cobram comissões de gestão. Estas são mais reduzidas pois as tarefas de gestão limitam-se à “replicação” dos índices subjacentes. Contudo, como são transacionados em bolsa, a compra/venda de ETF implica o pagamento de comissões de transação e de guarda de títulos semelhantes às ações. Assim, investir pequenos montantes é desaconselhável, pois os eventuais rendimentos seriam penalizados pelos custos.

Como os ETF apenas “copiam” a evolução do mercado, um fundo de investimento bem gerido será preferível porque, em média, irá superar o mercado. Mas será que os ETF não são úteis para investir? Sim, em alguns casos. Em primeiro lugar, se incidirem sobre um setor ou bolsa para a qual não há outros fundos disponíveis. Em segundo, quando os fundos existentes têm um fraco desempenho e não conseguem atingir a valorização obtida pelo mercado de referência.