Consumer discretionary

De um modo geral, o setor de bens de consumo está dividido entre os segmentos consumer staples e consumer discretionary. Ainda que a classificação das empresas não seja sempre consensual, a linha de divisória é geralmente traçada, por um lado, entre os produtos que respondem às necessidades primárias (staples – alimento principal) e, pelo outro, os produtos destinados a necessidades menos fundamentais (discretionary – discricionário).

Este último segmento, um pouco mais sensível aos ciclos conjunturais, é composto por empresas que produzem bens duradouros como os automóveis ou os electrodomésticos. Algumas incluem, por vezes, os hotéis, o lazer ou até os media. Segundo a definição aplicada, esta categoria pode assim incluir empresas como a Renault, a Philips ou o Club Med.