Alertas

Falsos estudos sobre qualidade da água servem para vender filtros

04 setembro 2017
testes qualidade água

04 setembro 2017

Empresas contactam os consumidores para a realização de estudos sobre a qualidade da água, envolvendo a recolha de amostras em casa. Mas o único propósito é a venda de filtros purificadores. A DECO PROTESTE alerta para o facto de não estar a fazer nenhum estudo sobre este tema.

Várias empresas com o intuito de vender filtros purificadores contactam telefonicamente os consumidores com o pretexto de estarem a desenvolver um estudo nacional sobre a qualidade da água da rede pública, convidando-os a participar, sem custos. Em casa dos consumidores, através de processos químicos, obtêm água com coloração diferente, informando-os de que esta não tem qualidade suficiente para ser consumida. Em seguida, recomendam um filtro de água que irá resolver esse problema, conseguindo fechar um contrato para a compra do mesmo.

Esta recolha de amostras não está relacionada com as análises obrigatórias à qualidade da água feitas pelos distribuidores de água, nem é feita pela DECO, como algumas destas empresas alegam.

Se tem dúvidas sobre a qualidade da água da rede pública, informe-se junto do seu distribuidor. A esmagadora maioria da água da torneira em Portugal cumpre os requisitos de qualidade. A Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos divulga as análises no site. Se ainda assim não ficar descansado, pode solicitar análises a um laboratório acreditado através do nosso protocolo exclusivo para associados

Na água da rede pública, o uso dos filtros é dispensável e até pode potenciar o desenvolvimento de microrganismos indesejáveis, além de tornar a água pobre em sais minerais.

De acordo com a lei, o recurso à celebração de um contrato para venda de um bem à distância e através dos diversos meios de comunicação ou em casa dos consumidores, implica, sempre e obrigatoriamente, a existência de um contrato escrito, em que se destaca a informação sobre o direito que o consumidor tem de, num prazo de 14 dias, pôr fim ao negócio sem necessidade de qualquer justificação.

Caso tenha contratado com uma empresa e esteja insatisfeito com o produto ou serviço, faça-nos chegar a sua reclamação acompanhada de cópia do contrato celebrado, de modo a que, em concreto, se avalie a situação e se esclareçam os seus direitos.

Ao celebrar um contrato de venda, é obrigação do vendedor prestar, oralmente e por escrito, em tempo útil e antes da celebração do contrato, entre outras, as seguintes informações:

  • Identidade e endereço do vendedor;
  • Características essenciais do bem ou serviço, como o preço e modalidades de pagamento;
  • A existência do direito de terminar o contrato no prazo de 14 dias (inclui fins de semana e feriados), por carta registada com aviso de receção enviada ao vendedor.