Notícias

Como verificar a qualidade da água da torneira

Água com cor e cheiro

Por vezes, a água pode sair turva ou branca da torneira. Provavelmente, deve existir ar dissolvido na água, devido às oscilações de pressão nas tubagens e nos reservatórios. É um fenómeno pontual e não afeta a qualidade. Se deixar a água repousar alguns instantes num copo transparente, verá que voltará a ficar límpida.

Às vezes, a água aparece castanha ou avermelhada. A “culpa” é da formação e do arrastamento de depósitos de ferro nas tubagens. Para voltar a ficar clara, basta deixar correr a água durante algum tempo. Use-a só depois deste procedimento.

Se souber a cloronão há problema. Este químico é usado para purificar a água, eliminando bactérias e microrganismos que podem contaminar o abastecimento e causar doenças. A receita, para que o cheiro ou o sabor passem, é agitar a água, de forma a libertar o cloro mais rapidamente, ou guardá-la no frigorífico, bem acondicionada.

Algumas mar­cas de detergente aconselham a dose a usar de acordo com a dureza da água, que é diferente ao longo do território nacional. Por isso, muitas vezes, assinalam-no num mapa incluído na embalagem.

A água é dura quando tem grandes con­centrações de sais dissolvidos, como cálcio e magnésio. Pode, por isso, não dissolver bem sabão, detergentes e champôs, e po­de causar acumulações de calcário nos equipamentos. A ERSAR tem um mapa online com a dureza da água por regiões, segundo a classificação definida pela Or­ganização Mundial de Saúde. De um modo geral, a água é mais macia a Norte e no Centro, com algumas exceções (Cantanhe­de e Mira, onde é muito dura) e moderada a muito dura no Sul. De um modo geral, na área Metropolitana de Lisboa, a água é macia, e só Cascais apresenta água mais dura.