Carrinho de transporte com casa de cartão embalada com inscrição Seguro de Vida no Crédito Habitação

MUDE O SEU SEGURO E POUPE CONNOSCO

Perguntas Frequentes

1. O meu seguro de vida está associado ao crédito habitação, mas o prémio é muito elevado. Posso mudar?

Muitos consumidores que recorrem ao crédito habitação para comprar casa optam por subscrever o seguro de vida proposto pelo banco em troca de uma redução do spread. Mas podem existir apólices no mercado com preços mais competitivos. Se decidir mudar o seguro, provavelmente irá perder o desconto no spread, mas, ainda assim, a mudança pode compensar. Analise o seu contrato de crédito para perceber as penalizações que lhe serão aplicadas.

2. Como saber se poupo ao mudar o seguro de vida?

Terá de começar por pedir ao banco um plano de amortização do crédito na hipótese de mudar o seguro. Deve também solicitar à seguradora para onde pondera transferir o seguro de vida uma projeção dos prémios a pagar até ao final do contrato. De seguida, terá de somar ambos os valores - prestações e prémio do seguro a pagar até ao final do contrato - e compará-los com as condições atuais. O cálculo é complexo e pode levantar algumas dificuldades aos consumidores, pelo que sugerimos que recorra ao nosso simulador para saber se poupa ao mudar o seguro de vida para outra seguradora.

3. Quanto posso poupar ao transferir o seguro de vida?

Depende das condições do seu empréstimo (capital, taxa de juro, spread, prazo), do seguro de vida que tem atualmente (cobertura, tarifa, titulares) e do tempo que falta até ao final do contrato. Por exemplo, um casal de 45 anos que tenha contratado um crédito habitação de 100 mil euros, há 10 anos, e que tenha optado pelo seguro de vida proposto pelo banco, com a cobertura mais abrangente, ao mudar para a nossa Escolha Acertada poderá obter uma poupança superior a 3900 euros, no final do contrato.

4. Corro riscos ao transferir o seguro de vida do crédito habitação?

Não. As apólices que recomendamos são aquelas que apresentam a melhor cobertura ao melhor preço. Apresentamos-lhe uma simulação para o pacote de coberturas que tem atualmente ou para um pacote superior e analisamos os prémios que pagará até ao final do contrato. Só recomendamos a mudança de seguro se a poupança no prémio do seguro for superior ao aumento da prestação por via do aumento do spread.

5. Tenho de pagar para mudar o seguro de vida?

Depende do banco. Analise o seu contrato de crédito e verifique junto do banco se está prevista, em preçário, a cobrança de alguma comissão por alteração contratual.

6. Como funciona o simulador do seguro de vida da DECO PROTESTE?

Preencha as informações relativas à prestação da casa, às condições do crédito e do seguro de vida e nós fazemos esse cálculo por si. Com base nesses dados, fazemos uma projeção das prestações a pagar até ao final do contrato, se mantiver o seguro de vida atual, e comparamos esse valor com o que pagará se mudar a apólice para uma das nossas Escolhas Acertadas. Para esse cálculo é fundamental saber a bonificação aplicada ao spread, que deverá constar do contrato de crédito. Se não tiver essa informação, consideramos o valor médio aplicado no ano em que fez o empréstimo.

7. O que é a bonificação do spread?

É a redução do spread aplicado ao empréstimo – ou seja, a margem de lucro do banco, definida de acordo com o perfil de risco do cliente – em troca da subscrição de outros produtos propostos pela instituição, nomeadamente a apólice de seguro de vida.

8. O que é uma Escolha Acertada?

É a oferta que, para cada perfil, combina a melhor relação entre preço e qualidade. O nível de qualidade é determinado pelas avaliações dos nossos especialistas e pela experiência de utilização dos consumidores.

9. Após fazer a simulação, sou obrigado a transferir o seguro de vida?

Não. A simulação pretende apenas ajudá-lo a perceber se é vantajoso transferir o seguro de vida para outra instituição, indicando o valor potencial da poupança até ao final do contrato. A decisão de mudar o seguro é inteiramente sua.

10. O que tenho de fazer para transferir o seguro de vida?

Se decidir mudar para uma das nossas Escolhas Acertadas, poderá tratar de todo o processo através da nossa plataforma. A DECO PROTESTE garante-lhe ainda o apoio necessário em todo o processo de negociação com o banco e na transferência da apólice de seguro (análise do contrato de crédito, contactos e comunicações com o banco, preenchimento de documentos ou esclarecimento de dúvidas).

11. Qual a diferença entre o simulador de seguro de vida da DECO PROTESTE e outros, disponíveis noutros sites?

Este é o único simulador online que lhe diz imediatamente se compensa mudar o seguro de vida do seu crédito habitação, mesmo que o spread seja alterado. Outros sites oferecem um serviço parecido, mas terá de aguardar pelo contacto de uma seguradora ou mediador.

Adicionalmente, e uma vez que não estamos ligados a nenhuma seguradora, as soluções apresentadas pela DECO PROTESTE são isentas e imparciais.

12. O que é o capital em dívida?

É o valor que, no momento presente, o cliente deve à instituição que lhe concedeu o empréstimo.

13. O que é o prazo remanescente?

É o número de anos que ainda faltam cumprir ao titular do empréstimo, no âmbito do contrato de crédito habitação.

14. O que é a TAN?

A taxa anual nominal (TAN) é a taxa de juro que vai incidir sobre o capital em dívida. No caso dos créditos com taxa variável, a TAN é composta pelo spread e pela Euribor a 3, 6 ou 12 meses, dependendo do contrato.

15. O que é a TAEG?

É a taxa anual de encargos efetiva global, que indica o custo total do empréstimo para o cliente, incluindo juros, seguros, impostos e comissões. É o melhor indicador para comparar diferentes propostas bancárias.

16. O seguro de vida é obrigatório para ter um crédito habitação?

O seguro de vida não é obrigatório por lei, mas todos os bancos o exigem como garantia do crédito. Se o titular falecer ou ficar inválido, a seguradora paga o capital ao banco e a dívida fica liquidada.

17. Como é calculado o preço do seguro de vida do crédito habitação?

O prémio do seguro de vida depende do pacote de coberturas contratado, do capital seguro, da idade dos titulares e, por último, da tarifa da seguradora. A tarifa é crescente com a idade e com o respetivo risco associado, aumentando de forma mais acentuada nas idades mais avançadas. Existe uma grande diversidade de ofertas no mercado e os preços podem variar muito, pelo que optar pela melhor apólice pode traduzir-se em poupanças substanciais.

18. Como evolui o preço do seguro de vida associado ao crédito habitação?

A evolução do preço do seguro de vida depende da opção do titular por atualizar o capital seguro ou mantê-lo constante até ao final do contrato. Optando pela atualização, o capital vai diminuindo à medida que o empréstimo é amortizado, embora, em sentido inverso, o avançar da idade se traduza num aumento da tarifa. Neste caso, o prémio do seguro não varia substancialmente, exceto na fase final do contrato. Por outro lado, se optar por manter o capital do seguro de vida constante ao longo de todo o contrato de crédito (para, em caso de morte, a seguradora pagar a casa ao banco e o remanescente aos herdeiros legais, por exemplo), o prémio aumenta com a idade.

19. O que é a cobertura individual ou conjunta do seguro de vida?

O seguro de vida pode cobrir a vida de uma ou de duas pessoas em simultâneo. No caso dos seguros associados ao crédito, quando são dois os titulares do empréstimo, normalmente o banco exige um seguro de vida conjunto. Isso significa que a seguradora paga a indemnização em caso de morte ou invalidez de qualquer um dos titulares.

20. Que tipo de seguro de vida devo contratar?

Deve começar por saber qual o pacote mínimo de coberturas exigido pelo banco. Muitos exigem apenas as coberturas de Morte e Invalidez Absoluta e Definitiva, mais barata mas também menos abrangente. Para maior proteção, pode optar pela cobertura de Invalidez Total e Permanente, modalidade que recomendamos.

21. Quais as coberturas do seguro de vida do crédito habitação?

O seguro de vida tem uma cobertura base de morte e coberturas complementares de invalidez:

  • A Morte garante o pagamento do capital em dívida, em caso de morte por doença ou acidente.
  • A Invalidez Absoluta e Definitiva (IAD) garante o pagamento do capital caso a pessoa fique definitivamente impossibilitada de trabalhar e ainda necessite de auxílio para andar, comer ou vestir-se.
  • A Invalidez Total e Permanente (ITP) garante o pagamento do capital quando a pessoa fique com uma incapacidade permanente igual ou superior a 60 ou 65% e impedida de exercer a sua profissão habitual.

Algumas seguradoras poderão disponibilizar ainda outras coberturas de subscrição facultativa.

22. Preciso de ser subscritor das revistas da DECO PROTESTE para usar o simulador?

Não. Qualquer consumidor pode usar o simulador de seguro de vida, basta registar-se gratuitamente e tornar-se Simpatizante da DECO PROTESTE. Ao integrar a nossa comunidade de Simpatizantes, está a apoiar a maior organização de consumidores de Portugal. Beneficiará ainda de vantagens exclusivas:

  • newsletter com informações sobre campanhas e compras coletivas;
  • acesso a notícias, análises e testes independentes;
  • possibilidade de usar a plataforma Reclamar, em caso de conflito com uma empresa;
  • participação nas nossas causas de interesse público.