Notícias

Condução eficiente: truques para poupar combustível

22 setembro 2020
Homem a conduzir automóvel

Evitar travagens bruscas e engrenar a mudança mais elevada ajudam a uma condução económica e ecológica. Com alguns truques, pode poupar até 20% em combustível.

O que faz aumentar o consumo

  • Use as mudanças de forma adequada. Não deixe aumentar muito as rotações do motor: passe para a mudança acima. A 50 km/h, o automóvel irá consumir mais 25% se usar a segunda em vez da terceira. Na autoestrada, opte pela mudança mais elevada. A 120 km/h pode poupar até 50% de combustível.
  • Ajuste a velocidade e seja mais eficiente. Circular a 120 km/h em vez de 140 km/h, além de mais seguro, permite poupar até 20% de combustível. Em regra, o consumo aumenta 3 a 10% por cada incremento de 10 km/h na velocidade, a partir de 90 km/hora. Os automóveis elétricos gastam entre 8 e 12% mais por cada 10 km/hora.
  • Faça as revisões aconselhadas. O consumo aumenta entre 3,5 e 10% se os componentes essenciais do motor não forem sujeitos a uma correta manutenção. Por esta razão é importante fazer as revisões aconselhadas pela marca: mantém o bom estado da viatura e minimiza o consumo.
  • Reduza o uso do ar condicionado: aumenta o consumo entre 1 e 9 por cento. Sempre que possível, recorra à ventilação. Se o carro estiver quente, abra as janelas uns minutos para refrescar, antes de ligar o ar condicionado. Depois feche-as, sobretudo se circular a uma velocidade elevada.
  • Evite acelerar a fundo e travagens bruscas. Conduzir com acelerações e travagens frequentes aumenta o consumo 20 a 40 por cento. Quando o trânsito abranda, comece a reduzir a velocidade aos poucos, para evitar parar e arrancar sem necessidade.
  • Desligue o motor nas paragens superiores a 1 minuto e poupe até 10 por cento. O consumo de um automóvel com o motor ao ralenti é de 0,5 litros por hora, valor que aumenta conforme a cilindrada do veículo. Utilize o start/stop, se o carro estiver equipado com esta funcionalidade.
  • Não transporte volumes de que não precisa. Se levar uma carga de 100 kg num veículo que pesa 1500 kg aumentará o consumo entre 6 a 7%, em cidade. Quanto mais pesar o automóvel, mais combustível será necessário para o mover. Por esta razão, convém que esteja o mais leve possível.
  • Evite acessórios no tejadilho. Bagageiras ou porta-bicicletas prejudicam a aerodinâmica do automóvel e podem aumentar o consumo entre 5 e 8 por cento. Se a bagageira de tejadilho for imprescindível, opte por um modelo aerodinâmico e retire-a quando não precisar de a usar.
  • Pneus com pressão de ar insuficiente aumentam o consumo até 6%. Se aquela for inferior à recomendada, o carro consome mais e o pneu dura menos. Convém verificar a pressão com regularidade, pois tende a baixar com o tempo. Cerca de 85 % dessas perdas devem-se à utilização. O consumo aumenta entre 1 e 2% por cada 0,2 bares de pressão a menos.
  • Analise os filtros de ar. Um filtro em mau estado aumenta até 10% o consumo de combustível. Os filtros de ar do motor devem ser trocados e limpos com regularidade, para evitar que as partículas de sujidade entupam a entrada de ar.
  • Troque o óleo com o intervalo recomendado. O óleo é essencial para reduzir a fricção e aumentar a vida do motor. Respeite os intervalos de manutenção aconselhados pelo fabricante. Se circular sempre com os níveis corretos, pode reduzir o consumo de combustível em 1 e 3 por cento.
  • As janelas abertas acima dos 80 km/h aumentam o consumo até 5%. Mantenha os vidros fechados para evitar a resistência aerodinâmica provocada pela turbulência.
  • O motor a gasóleo é 15 a 30% mais eficiente do que o motor a gasolina.
  • Os motores elétricos atingem níveis de eficiência próximos dos 100%, sendo a melhor tecnologia. Um motor a gasóleo apenas consegue uma eficiência de 35%.