Compra de ações próprias: saber mais

Data da publicação: 06/02/2012

Muitas empresas aproveitam a divulgação dos resultados para anunciarem a compra de ações próprias. Qual é o seu objetivo?

Sinal positivo

O principal intuito de uma empresa que se decide pela compra de ações próprias é enviar um sinal para os mercados. Ao anunciarem essa intenção é porque estimam que a cotação está demasiado baixa e se trata de um bom investimento. A empresa está numa boa posição para avaliar as suas próprias perspetivas.

Contudo, a compra de ações próprias pode esconder outros fatores. Por um lado, pode ser uma tentativa de impulsionar a cotação. Por outro, pode esconder a incapacidade da administração em arriscar num investimento mais rentável.

 

E depois da compra?

As ações compradas pela empresa ficam a “hibernar”. Assim, diminui o número de ações em circulação, o lucro por ação aumenta e o título torna-se mais atrativo para os investidores, impulsionando a cotação. Trata-se de uma forma indireta da empresa compensar financeiramente os acionistas sem proceder à distribuição de dividendos.

Há também empresas que optam por manter as ações próprias com o intuito de as utilizarem como meio de pagamento numa aquisição de outra sociedade.

 

Por cá

Em Portugal, a lei impõe um limite máximo de 10% à compra de ações próprias e a sua comunicação à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Como pode ver no quadro, muitas empresas do PSI-20 optaram por esta estratégia.

No entanto, ao contrário do que sucede noutros países, em Portugal a compra de ações próprias não é muito publicitada. Provavelmente, porque os investidores não associam essa compra a uma tentativa indireta de remunerar os acionistas. E de facto, essa decisão da empresa nem sempre é benéfica. Por exemplo, o dinheiro poder ser melhor empregue num investimento. É preciso avaliar caso a caso.

 

Empresas do PSI20
Empresa
Ações próprias
(em % do total)
Conselho
Brisa
7,8
Comprar
Sonae
6,5
Comprar
Mota-Engil
5,4
Comprar
Portugal Telecom
5,3
Comprar
Semapa
4,6
Comprar
Sonaecom
2,5
Manter
Portucel
2,4
Manter
EDP
0,9
Comprar
BPI
0,7
Manter
REN
0,7
Comprar
Cimpor
0,1
Manter
Jerónimo Martins
0,1
Vender
Altri
0,0
Manter
Banif
0,0
Vender
BCP
0,0
Manter
BES
0,0
Manter
EDP Renováveis
0,0
Manter
Galp
0,0
Manter
Sonae Indústria
0,0
Manter
ZON Multimédia
0,0
Manter


Para saber mais consulte a ficha detalhada

Descubra o portal e a newsletter PROTESTE INVESTE,
com informação atualizada e detalhada sobre finanças e investimento.
Grátis, rápido e fácil de consultar!

Durante um mês, beneficie gratuitamente de todas as vantagens
da subscrição da PROTESTE INVESTE:
Acesso ilimitado ao portal financeiro
Acesso à linha de investimento
1 número da PROTESTE INVESTE mensal
4 números da PROTESTE INVESTE semanal

Conteúdo reservado para subscritores X

Vantagens exclusivas

  • Conselhos isentos
  • Avaliação de produtos financeiros
  • Carteiras de ações e de fundos

"Sigo os conselhos da Proteste Investe e, este ano, estou a ter uma rentabilidade de 5% na minha carteira de investimento."