Notícias

Viver no interior: conheça os concelhos com mais incentivos

Está interessado em viver ou trabalhar no Interior de Portugal? Descubra, no nosso mapa interativo, os municípios com mais apoios para quem quer regressar ou descobrir o Interior do País.

  • Dossiê técnico
  • Ernesto Pinto
  • Texto
  • Ricardo Nabais e Alda Mota
14 janeiro 2021
  • Dossiê técnico
  • Ernesto Pinto
  • Texto
  • Ricardo Nabais e Alda Mota
municípios do interior

iStock

Quando a profissão exercida se coaduna com teletrabalho ou é compatível com o afastamento das grandes cidades, mudar-se para o Interior garante proximidade com o comércio local e menos tempo despendido em trajetos essenciais. Estes são grandes atrativos no dia-a-dia. Além disso, quem decide ir para o Interior está a dar mais um passo no sentido de garantir maior sustentabilidade.

Que concelhos do Interior têm mais incentivos?

Todos ganham com a deslocalização e a descentralização geográfica. Com um regresso ao Interior, ganha o País e ganha o planeta. O alívio da pressão sobre as grandes cidades garante a sustentabilidade. Para o guiar nessa mudança de vida, criámos um mapa interativo de incentivos por concelho. Pode aceder-lhe através do nosso Portal Mais Sustentabilidade.

MAPA DE INCENTIVOS POR CONCELHO

Aberto o mapa, só tem de indicar dois caminhos: o distrito e o concelho que pretende analisar. Feito isto, conheça o que ele tem para oferecer de incentivos em termos de vantagens fiscais (IMI e IRS), oferta de habitação e emprego, ajuda a carenciados e apoio a idosos/seniores e ainda o que garante esse concelho em relação a apoio à fixação de casais – casamento, incentivos à natalidade, suporte a carenciados mais jovens, transportes públicos escolares e estudos.

Indicamos, ainda, o ranking de concelhos com mais apoios. E pode comparar o seu desempenho com outros.

 

É importante regressar ao Interior do País

Não é sustentável que sete em cada dez pessoas vivam concentradas (a menos de 50 quilómetros) do Litoral. Só podemos ser verdadeiramente sustentáveis se voltarmos ao Interior e reequilibrarmos a balança.

É preciso inverter a lógica de povoamento do País. Para tal, precisamos de incentivos que fixem a população, como emprego, escolas, hospitais, boas redes de transporte, acesso aos bens de primeira necessidade e a espaços lúdicos e culturais. Com distâncias mais curtas e bens e serviços à distância de uma caminhada, a qualidade de vida é maior. E a pegada ecológica é muito menor. 

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

Num Mundo complexo e com informação por vezes contraditória, a DECO PROTESTE é o sítio certo para refletir e agir.

  • A nossa missão exige independência face aos poderes políticos e económicos. 
  • Testamos e analisamos uma grande variedade de produtos para garantir que a escolha dos consumidores se baseia em informação rigorosa. 
  • Tornamos o dia-a-dia dos consumidores mais fácil e seguro. Desde uma simples viagem de elevador ou um desconto que usamos todos os dias até decisões tão importantes como a compra de casa.
  • Lutamos por práticas de mercado mais justas. Muitas vezes, o País muda com o trabalho que fazemos junto das autoridades e das empresas. 
  • Queremos consumidores mais informados, participativos e exigentes, através da informação que publicamos ou de um contacto personalizado com o nosso serviço de apoio.

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Faça parte desta comunidade.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.