Primeiras impressões

$name


As nossas primeiras impressões dos novos ecrãs OLED da LG e Samsung são positivas: uma imagem nítida, com cores fiéis e um design elegante, em apenas 4 mm de espessura. A reprodução em 3D é igualmente impressionante.

Com apenas 4 mm de espessura, os novos televisores OLED aliam design elegante a boa imagem.

O que menos entusiasma é o preço previsto para estes modelos, entre 5 mil e 10 mil euros. O lançamento está marcado para o próximo verão na Europa, inicialmente só em ecrãs de 55 polegadas (140 centímetros).

Como em todas as novidades tecnológicas, com o tempo, os preços serão mais acessíveis. Se procura um televisor, um LCD ou plasma são as opções. Compare resultados e preços de 462 televisores.

Imagens nítidas e cores fiéis nos televisores do futuro.

Os televisores de 4K também foram novidade em Las Vegas. Previstos para o segundo semestre de 2012, aqueles ecrãs têm uma resolução de 3840 x 2160, duas vezes mais alta (nos planos horizontal e vertical) do que a dos atuais ecrãs com alta definição.

A qualidade da imagem é arrebatadora, pelo menos, nos vídeos de demonstração, já que ainda não há conteúdos com aquele nível de definição. Não existem filmes com resolução 4K em suporte ótico (os Blu-ray estão limitados a Full HD, por exemplo) e as emissões televisivas não ficarão disponíveis nos próximos anos, devido à enorme largura de banda necessária. Os televisores de 4K terão de recorrer aos seus upscallers para criar nitidez adicional, de forma artificial.

À conversa na rede enquanto vê televisão
Assistimos ao regresso da “Google TV”. Após a tentativa frustrada no ano passado, será integrada nalguns televisores ou leitores Blu-ray da LG, Samsung e Sony. Ainda é cedo para determinar se será uma mais-valia, pois a maioria das funcionalidades são adaptadas ao mercado norte-americano.

Para compensar, há cada vez mais televisores aptos para ligar à rede doméstica sem fios e aceder a arquivos de ficheiros multimédia do computador. Em 2012, a exibição será em grande, como revelou a Sharp, com ecrãs de 80 polegadas ou 203 centímetros.

Está a ser desenvolvida uma integração mais eficaz das redes sociais, como Facebook e Twitter, nos televisores. Na feira eletrónica de Las Vegas foram apresentadas soluções que permitem utilizar as redes sociais (manter uma conversa e ser alertado de novidades, por exemplo) enquanto vê emissões televisivas.

Os fabricantes apostam ainda em melhorar a utilização conjunta com tablets e smartphones. Esta passa pela instalação de aplicações diversas, que permitem controlar de forma mais cómoda os televisores, usar os teclados de tablets e smartphones para inserir endereços de Internet ou usá-los como um segundo ecrã, entre outros.

Os comandos remotos também mereceram investimento: a inclusão de teclados integrais para utilizar com browsers e o comando por movimento.

Em relação à tecnologia 3D, os nossos especialistas experimentaram soluções de óculos de obturação ativa, com modelos mais confortáveis e praticamente tão leves como os passivos (sem bateria).