Primeiras impressões

Leitores de Blu-ray 4K: diferenças nem a um palmo de distância

22 setembro 2016
Leitores de blu-ray 4K

22 setembro 2016

Os leitores de Blu-ray 4K alegam mostrar conteúdos com mais detalhe. Saiba se é mesmo assim e conheça o desempenho no consumo energético, na qualidade do som ou na facilidade de utilização.

Qualidade de som passa

Os formatos de áudio usados neste novos discos Blu-ray 4K são os mesmos que já eram utilizados anteriormente. Portanto, o som que vai obter vai depender da qualidade das colunas do seu televisor, barra de som ou kit de cinema em casa.

Como o leitor de Blu-ray 4K só é útil a quem tem um televisor 4K e todos estes dispõem da possibilidade de reproduzir ficheiros multimédia através de uma entrada USB ou pela rede doméstica, pode optar por ler os ficheiros diretamente no TV. 

Ainda assim, os leitores apresentam uma compatibilidade semelhante à dos televisores mais recentes, mas o modelo da Samsung é mais abrangente do que o da Panasonic. Foram menos os ficheiros de teste que não suportou. O Panasonic apresentou mais limitações ao usar a entrada USB. Por exemplo, os ficheiros *.AVI, com o codec H264, não são suportados e os *.MKV, com codec XviD, e ficheiros MP4, com codec H265, não foram aceites nem em Full-HD, nem em 4K.  

No caso da consola Xbox One Slim, é necessário instalar primeiro a aplicação Leitor de Multimédia, que não vem de origem. Concluído esse processo, a aplicação permite a leitura de ficheiros em pens USB ou mesmo em rede, por DLNA, e a compatibilidade com ficheiros de vídeo e áudio é próxima à dos leitores de Blu-ray 4K analisados.