Notícias

Televisores: a Seleção joga melhor com a nossa tática

Quanto mais perto da Seleção, melhor?

Não é bem assim. Tudo depende da diagonal, e nem sempre maior é melhor. Um televisor demasiado grande para a sala torna o visionamento agressivo. Quaisquer imperfeições nas imagens ficam também mais visíveis.

Testes com consumidores mostram que a distância média que rende uma melhor experiência de visionamento para televisores full e ultra-HD (4K) anda pelas 2,3 vezes o valor da diagonal, admitindo-se uma margem de 40 centímetros acima e abaixo do recomendado. O conselho aplica-se a uma utilização típica, com conteúdos de resolução mista: de standard a 4K.

Se, por hipótese, só víssemos conteúdos em alta definição ou em 4K, não faria mal uma maior aproximação ao televisor, para reforçar o amor pela Seleção. Outra possibilidade seria optar por uma diagonal ligeiramente superior para a mesma distância. Mas, como este cenário ainda é pouco provável dada a reduzida oferta de conteúdos em 4K, o amor pela Seleção pode ser desconfortável para a vista.

Para verificar o tamanho certo, o melhor é medir a distância entre o centro do sofá e o aparelho. A título indicativo, um ecrã de 32 polegadas (81 cm) deve ser posicionado a uma distância de 1,5 a 2,3 metros da bancada central. Para 40 a 43 polegadas (102 a 109 cm), são precisos 2 a 2,8 metros, enquanto, para 46 a 49 polegadas (117 a 130 cm), o ideal são 2,4 a 3,2 metros. Para 55 polegadas (140 cm), há que contar com 2,8 a 3,6 metros e, para 65 polegadas (165 cm), com 3,4 a 4,2 metros.