Notícias

Televisores: a Seleção joga melhor com a nossa tática

Começou o Portugal-Espanha, e só vejo reflexos. E agora?

O mais importante é não instalar o televisor junto a janelas. Se a luz natural incidir diretamente, mesmo no caso de ecrãs pouco refletivos, o problema será evidente. Para piorar, os níveis de negro ficarão muito afetados, o que fará perder contraste, e ninguém quer ver a seleção com cores deslavadas. Nesta ordem de ideias, há que evitar qualquer candeeiro cuja luz ataque o ecrã com a delicadeza de um defesa central.

Mudá-lo para a posição de lateral, ligeiramente atrás do ecrã, é a melhor estratégia. A visualização do Portugal-Espanha, previsto para as 19h00 do nosso país e que, por isso, começará durante o dia, mas já acabará com ambiente escuro lá fora, será mais confortável para a vista com um pouco de luz artificial. Para a maioria dos utilizadores, o candeeiro lateral resolve. Mas também existem kits para ligar a uma ficha USB do televisor, que permitem dispor uma fita de LED na traseira do aparelho, algo que os modelos Philips Ambilight trazem integrado. É que um ecrã muito brilhante, numa sala totalmente escura, obriga os olhos a medições de luz muito díspares, o que implica um esforço maior.

Mas depois tenha cuidado ao escolher o televisor. É que o nível de refletividade dos ecrãs varia muito. Assim, pode compensar escolher um modelo mais resistente aos reflexos. Esta é uma das medições que fazemos nos testes em laboratório e, juntamente com os testes de visionamento, o ângulo de visão, a fluidez das imagens, a uniformidade da iluminação e o contraste, contribui para a avaliação da qualidade da imagem. Encontra-se, para cada modelo testado, no nosso comparador.