Notícias

Televisões com ecrã curvo: estas curvas não seduzem

24 março 2015

24 março 2015

Depois dos ecrãs planos, algumas marcas tentam convencer-nos de que, afinal, um ecrã curvo é que é bom. Os nossos leitores que já experimentaram este tipo de tecnologia avaliam se vale a pena o investimento.

Os preços dos televisores com ecrã curvo começam nos € 1000 e podem chegar a alguns milhares de euros em diagonais maiores. Mas a experiência que oferecem será diferente da proporcionada pelos televisores com ecrãs LCD planos, a tecnologia mais vendida do mercado e com tantos modelos de boa qualidade nos nossos testes

A publicidade garante que a visualização dos ecrãs curvos é mais envolvente. Temos dúvidas e achamos que esse efeito só se vai notar em diagonais muito elevadas e a uma distância reduzida do televisor. Por isso, perguntámos aos nossos leitores online que já utilizaram esta tecnologia, e também aos das associações de consumidores nossas congéneres na Bélgica, Itália e Espanha, se tinham entrado numa nova dimensão na arte de ver televisão. O novo produto correspondeu às expectativas de 90% dos inquiridos, mas, destes, só 43% garantem que a compra mudou muito a forma de ver televisão. 

Mais de 55% só avançaram para a compra porque precisavam de substituir a sua televisão. Apenas 19% queriam trocar para passar pela experiência e 18% para seguir as novas tendências. O bom funcionamento técnico, a definição do ecrã e a qualidade geral da imagem foram os critérios com elevada satisfação. Ter uma sensação de envolvência da imagem é o grande argumento de venda das marcas com ecrãs curvos e 79% dos inquiridos mostraram-se satisfeitos com o que viram. 

Estes televisores contam com muitas funções, o que é normal para a gama em que se inserem. Apesar disso, os inquiridos confessam que raramente navegam na Net, usam apps, jogam ou recorrem ao blu-ray, por exemplo. Utilizar leitor multimédia (reprodução de fotos ou filmes por USB ou pela rede), comandar por movimento ou por voz ou mesmo dividir o ecrã com duas janelas são atividades pontuais. Na verdade, a função mais utilizada pelos participantes é a pausa ao vivo, mas esta característica é comum a todo o tipo de televisões e só pode ser usada por quem recebe emissões de TV em sinal aberto (TDT). No caso da TV por subscrição, a utilização da pausa das emissões é sempre feita através da caixa descodificadora e em nada depende do televisor usado.

A opinião dos nossos técnicos? Um ecrã curvo não difere em nada de um tradicional, além da diferença que salta a vista: a curvatura do ecrã. É difícil encontrar uma vantagem nesta tecnologia. Mesmo que permita estar centrado com o equipamento e ter a mesma distância de qualquer zona do ecrã, isso só será verdade para um utilizador. Um grupo de pessoas nunca beneficiará do mesmo efeito. E a curvatura tem a desvantagem de fazer deslocar rapidamente os reflexos visíveis no ecrã com um pequeno movimento da cabeça do utilizador, o que se pode tornar irritante.

A diferença de preço fala por si. Neste momento, é possível comprar um televisor com ecrã LCD plano a partir de € 50 (19 polegadas) e nos nossos testes encontra muitos modelos de boa qualidade. Antes de escolher a tecnologia, leia o nosso guia de compras e confira qual a diagonal de ecrã que mais lhe convém.