Notícias

Função HDR impressiona no contraste dos jogos de vídeo

03 fevereiro 2017
Função HDR impressiona nos jogos de vídeo

O aumento do contraste melhora a qualidade da imagem. Os atrasos na jogabilidade não estão relacionados com o HDR e podem ser resolvidos com a desativação de alguns ajustes do televisor.

Boa imagem, sem atrasos na jogabilidade

Todo o painel aplaudiu a qualidade da imagem. Destaque para o bom contraste, que permite visualizar mais detalhes em diversas cenas. Essa característica nota-se sobretudo em imagens muito escuras ou nas que combinam zonas de sombra com outras de muita luminosidade, onde o HDR melhora a gradação da iluminação.

Função HDR impressiona nos jogos de vídeo

Uncharted 4 no mesmo televisor, em modo normal e em HDR. É notória a diferença no contraste e na visibilidade dos detalhes (neste caso, numa cena escura).

Alguns membros do painel também referiram que a reprodução das cores é um pouco melhor nos jogos com HDR do que na experiência sem esse formato. No entanto, são diferenças muito subtis e diretamente relacionadas com os parâmetros escolhidos na televisão.

Os participantes não notaram atrasos percetíveis na jogabilidade em HDR. Se existirem, são marginais e estão longe de criar problemas graves.

Mas encontrámos uma possível explicação para as queixas que os jogadores fazem nos blogs. O efeito lag de que falam não é provocado pelo HDR, mas pela utilização de parâmetros de melhoramento da imagem, como o aumento da fluidez ou a redução do ruído. 

Estes parâmetros retardam a experiência e são desnecessários para os jogos de vídeo. A questão é ultrapassada com a opção game mode (ou computer, conforme o fabricante), que desativa os melhoramentos. No entanto, nem todos os jogadores conhecem a situação.

Função HDR impressiona nos jogos de vídeo

Defina o game mode para a entrada HDMI onde a consola está ligada. A partir daí, a configuração fica gravada no televisor. Samsung e LG não permitem escolher um game mode.

Para televisores sem HDR, basta selecionar o game mode para a entrada HDMI da consola. Apenas a Sony e a Panasonic fazem esta alteração de forma automática. Já ao usar o modo HDR, a situação complica-se de forma inexplicável no caso de alguns fabricantes, o que pode originar problemas e queixas.

  • Sony e Panasonic: melhor solução, com alteração automática para HDR e game mode.
  • Philips: boa solução, com deteção automática do modo HDR; basta selecionar manualmente o game mode.
  • Samsung e LG: pior solução. Apesar de o HDR ser detetado automaticamente, não existe opção de alteração manual para o game mode. No menu, o jogador tem de desativar opções como o melhoramento da fluidez, a redução do ruído, entre outras. Tal implica saber que essas configurações provocam atrasos na resposta do ecrã e são dispensáveis, o que a maioria dos jogadores poderá desconhecer. É ainda uma tarefa complicada para os utilizadores. Esperamos que os fabricantes resolvam esta falha rapidamente, pois parece estar relacionada com uma atualização de software.

Comparámos ainda o tempo de resposta da PS4 Pro com a PS4 Slim (esta equipada com um processador gráfico menos potente). Ligámos as duas consolas a dois televisores do mesmo modelo (OLED LG), a correr os mesmos jogos. Não verificámos diferenças na jogabilidade em HDR na PS4 Slim. No entanto, um jogo mais exigente do ponto de vista gráfico pode ter resultados diferentes.