Notícias

Função HDR impressiona no contraste dos jogos de vídeo

03 fevereiro 2017
Função HDR impressiona nos jogos de vídeo

03 fevereiro 2017
O aumento do contraste melhora a qualidade da imagem. Os atrasos na jogabilidade não estão relacionados com o HDR e podem ser resolvidos com a desativação de alguns ajustes do televisor.

Início

A moda do HDR (High Dynamic Range) passou dos televisores para as consolas de jogos. A promessa: oferecer uma experiência mais real já que, em teoria, o HDR aumenta a visibilidade dos detalhes nas imagens, em particular nas áreas mais escuras e claras, o que se traduz numa qualidade visual superior. A palete de cores mais variada ajuda a melhorar a experiência.

Num estudo anterior, verificámos que a qualidade do HDR em vídeos - Blu-ray ou serviços de streaming – não foi convincente. O efeito obtido dependia muito das cenas: melhorava claramente nalgumas e piorava noutras. No global, não considerámos o HDR uma mais-valia para os vídeos. Agora, analisámos o desempenho nos jogos de vídeo e avaliámos o possível ganho na qualidade da imagem e se o HDR traz problemas na jogabilidade.

Nos blogues especializados, há utilizadores entusiastas, mas outros relatam atrasos entre os comandos dados pelo jogador e o que é visto no ecrã. Este efeito é conhecido como lag, e arruína a experiência.

Três jogos à prova

Usámos 5 televisores 4K HDR: Samsung UE55KU6400, LG 55UH661V, Sony KD-49XD7005, Philips 65PUS6521/12 e Panasonic TX-58DX700B.

Recorremos às consolas Sony Playstation 4 Pro e Slim, onde um painel de 5 jogadores testou os seguintes jogos (que não são mais caros por serem em HDR):

  • Uncharted 4: A Thief´s End;
  • Deus Ex: Mankind Divided - Day One Edition;
  • The Last Guardian.

Nas primeiras 2 horas, cada participante usou um destes jogos sem o HDR, para ter um ponto de comparação sobre a visualização e o tempo de resposta dos comandos em formato normal. Depois, passou a jogar em HDR, por um período mínimo de 1 hora, em cada um dos televisores.