Dicas

Televisor multimédia: ligações seguras

Dois tipos de leitores

Nos leitores multimédia, os formatos de áudio, vídeo e fotografia aceites são, em geral, numerosos. MP3, WMA, FLAC, DivX, MKV, XviD, H.264, JPEG e TIFF são alguns exemplos. Outros dispositivos, como kits de cinema em casa, leitores de Blu-ray ou consolas de jogos tendem a ser mais limitados.

Mesmo em aparelhos com compatibilidade mais limitada, a reprodução de fotografias e música raramente coloca problemas. Os ficheiros de fotografia vêm quase sempre em JPEG, formato aceite pela maioria dos aparelhos. O mesmo se aplica às músicas em MP3, sobretudo para as que contêm bitrates entre 128 e 320 Kbps. Ao reproduzir vídeos, a situação pode complicar-se, devido à variedade de formatos.

Os leitores multimédia são uma mais-valia, já que apresentam uma maior compatibilidade. Se prescindir da pendisk ou do disco rígido externo, e aceder aos ficheiros através da rede doméstica (DLNA), vai precisar de um software compatível no seu computador onde estão os ficheiros a reproduzir.

O Windows Media Player, de origem em muitos computadores, serve este propósito, mas restringe o acesso a alguns ficheiros (como o MKV ou os formatos de legenda ensaiados) e não é a solução mais aconselhável.

Já ao optar pelo Twonky Media Server, não enfrentará tantas restrições. Mas aceder aos ficheiros pela rede doméstica é mais limitativo em termos de compatibilidade do que uma ligação de uma pendisk ou disco rígido externo USB.

Os leitores que correm um sistema operativo do fabricante (Linux) são excelentes opções para este tipo de utilização, visto serem compatíveis com muitos ficheiros e de utilização simples.

Com uso mais abrangente, onde se inclui a possibilidade de instalação de múltiplas aplicações (para leitura multimédia, browsers, clientes de e-mail, jogos, etc.), os leitores baseados no sistema Android tendem, porém, a ser menos práticos do que os leitores multimédia específicos para estas tarefas.