Dicas

Como pendurar um televisor na parede

Fixos ou móveis, para ecrãs leves ou pesados, há várias opções de suportes de parede para televisores. Veja qual é o mais adequado às suas necessidades e saiba como montá-lo.

12 maio 2022
televisores - como pendurar TV na parede

iStock

É fácil e fica bem esteticamente pendurar o televisor na parede do quarto, da sala ou da cozinha. Para tal, vai precisar de um suporte adequado. Existem suportes compatíveis apenas com determinados televisores, mas também encontra nas lojas suportes universais. Neste caso, pergunte quais são os mais adequados para o seu aparelho. Ao escolher, deve considerar o tamanho e o peso do televisor que vai colocar no suporte. Certifique-se, também, de que a parede escolhida é capaz de suportar todo o peso.

Antes de comprar um suporte de televisor

Cada tipo de suporte oferece vantagens e desvantagens. O mais importante é escolher o mais adequado ao seu caso, tendo em conta vários aspetos.

Peso

O peso do televisor influencia bastante a escolha de um suporte. Quanto mais pesado for o aparelho, mais é necessário instalá-lo em condições seguras, utilizando as ferramentas adequadas ou contratando os serviços de um técnico. Neste caso, são necessários suportes mais robustos e buchas adequadas.

 

Posição

Qual deve ser a altura do televisor na parede? Coloque-o ao nível dos olhos. Considerando a posição sentada, o televisor deve ficar entre 85 cm a 100 cm do chão. Não é aconselhável colocar o televisor mais alto porque obriga a posições prejudiciais para a postura. Além disso, deve sempre ver televisão de frente para evitar o cansaço dos olhos.

Luz

Para evitar reflexos no ecrã, afaste o televisor de fontes de luz intensa e direta. Antes de furar a parede, note que o mais importante é evitar locais na direção de uma janela. Se a divisão tiver luz natural abundante e esta incidir diretamente no ecrã, poderá originar reflexos, o que terá impacto na visualização das imagens. Além disso, prejudicará os níveis de contraste e de negros. Evite, também, candeeiros cuja luz incida de forma direta no ecrã. Se gosta de ver televisão com os candeeiros ligados, posicione-os na lateral, ligeiramente atrás do ecrã. Trata-se de uma opção benéfica para ver televisão durante a noite, pois cansa menos os olhos. Numa divisão totalmente às escuras, o desgaste visual é maior: os olhos adaptam-se de forma imperfeita à escuridão, salpicada pela luz do ecrã, que, por comparação, é excessiva. Expostos a uma luz mais intensa, são obrigados a um maior esforço. Assim, se gosta de ver televisão de noite, numa sala às escuras, poderá reduzir o cansaço visual, ao instalar uma iluminação específica na traseira do equipamento. Qualquer luz posicionada atrás do televisor terá um efeito positivo. Existem kits próprios que se podem ligar a uma ficha USB do televisor e fixar na traseira deste.

Parede 

Antes de fazer furos com o berbequim, verifique o material de que é feita a parede. Deve ser, idealmente, de betão armado ou de tijolo. Quanto maior e mais pesado for o televisor, maior o cuidado necessário na colocação das buchas e parafusos. É aconselhável usar os que são entregues de origem com os suportes, visto estarem em consonância com o peso máximo que é anunciado pelo fabricante para o suporte. As paredes de pladur (drywall) obrigam à utilização de buchas e parafusos específicos, e a sua resistência será sempre menor, algo a ter em conta para a colocação de um televisor mais pesado. 

Tipos de suportes

É importante que o peso do televisor nunca seja maior do que o suporte é capaz de aguentar. Dê sempre uma margem, principalmente com os suportes de braço. Por exemplo, se o seu televisor pesar 19,5 Kg, não se contente com um suporte de peso máximo de 20 Kg. Escolha um suporte de 25 Kg.

Com base no movimento que quer obter do televisor, pode decidir o tipo de suporte: inclinável, giratório, com braço extensível, entre outros.

Suporte fixo

Este tipo de suporte não permite nenhum movimento. É aconselhável para pendurar televisores maiores e mais pesados. A menor flexibilidade é compensada por uma espessura menor, o que faz com que o televisor fique mais próximo da parede. Tenha em atenção por onde saem os cabos para não dificultar muito as ligações do aparelho.

Suporte semi-fixo inclinável na vertical e/ou horizontal

Com este tipo de suporte, é possível fazer ajustes se houver problemas com reflexos de luz ou se for necessário regular a posição do televisor para evitar problemas de visão ou de postura. Ao nível estético, o aparelho fica um pouco mais saliente do que com um suporte fixo.

Suporte de braço simples

O braço permite girar (geralmente na horizontal e até um máximo de 180°) e aproximar o televisor. Este tipo de suporte é útil para espaços pequenos. Mais uma vez, é importante escolher um suporte adequado ao peso do seu televisor. Quanto maior o braço, maior a força exercida sobre as buchas que o prendem à parede.

Braço articulado duplo

Este suporte é uma solução mais sofisticada do que o suporte de braço simples, e também mais complexa e cara. Alguns destes braços são motorizados e podem ser controlados com um pequeno comando, por exemplo, se o televisor estiver num canto superior da parede. Aplicam-se a este suporte as mesmas considerações feitas para o suporte de braço simples.

Ferramentas para montar o suporte

Para montar o suporte na parede, vai precisar de um berbequim e de uma chave de fendas (as buchas e parafusos devem ser fornecidos com o suporte). Contrate um profissional caso não se sinta à vontade ou não tenha experiência com este tipo de trabalhos.

Antes de montar o televisor na parede, também é bom saber com antecedência quais são os cabos que vai precisar de ligar à televisão. Poderá querer escondê-los com pequenas calhas, furos nos móveis ou outras soluções. Uma vez instalado, é mais difícil fazer alterações no sistema.

Medidas

Não se esqueça de que deve haver espaço suficiente à volta do televisor. Reserve 10 cm à volta do aparelho para uma correta ventilação, além do espaço necessário para ligar os vários cabos (por exemplo, cabo de alimentação, ficha de antena e cabos HDMI de dispositivos externos). Na parte traseira do televisor, normalmente, há quatro furos que servem para fixá-lo ao suporte. O distanciamento destes furos costuma seguir o protocolo VESA, garantindo a compatibilidade com os suportes. De qualquer forma, antes de comprar o suporte, comece por anotar o distanciamento desses furos. Pode encontrar essa indicação no manual ou, então, medir a distância dos dois furos horizontais e a distância dos dois furos verticais.

A distância ideal

A distância de visualização depende do tamanho do ecrã. Um televisor demasiado grande para o espaço disponível vai tornar o visionamento desconfortável e mais agressivo para a vista. Vão ainda ficar demasiado visíveis quaisquer imperfeições na imagem. Já o contrário vai originar perda de detalhes e de imersão. Tente encontrar o melhor compromisso entre a distância ideal e aquilo que possam ser as limitações da sua divisão. A conclusão é de que a distância aconselhada de visionamento ronda as 2,3x o valor da diagonal do ecrã, sendo que pode contar com 40 cm de margem acima ou abaixo, consoante as suas preferências. Assim sendo, por exemplo, se tiver um televisor de 55”, equivale a 140 cm de diagonal de imagem. Logo, deve manter uma distância de visionamento de 2,8 m a 3,6 metros.

Montar o televisor

Instalar o suporte do televisor não é uma operação simples. Quanto maior e mais pesado for o televisor, mais precisa de garantias sobre a robustez da parede e a segurança das fixações. Procure um técnico para a instalação, exceto se dominar a arte da bricolagem.

Se avançar sozinho, leia as instruções, escolha o tipo de fixação e material adequado ao tipo de parede e peso do aparelho. Antes de fazer furos, verifique a consistência da parede e o material de que é feita. Confirme se há tomadas próximas. Com um detetor de cabos e de canos, verifique se é seguro furar a parede.

O suporte traz, em regra, os parafusos e as buchas para paredes de alvenaria. Caso a parede seja de gesso cartonado (pladur ou drywall), precisa de buchas próprias para o material. Poderá ser necessário fazer um reforço pontual na parede, para televisores maiores e pesados. Aconselhe-se com um especialista num estabelecimento de bricolagem.

Na altura de furar, use régua, nível e lápis para marcar com exatidão os pontos de fixação na parede. Em azulejo, cole dois bocados de fita-cola em cruz para que a broca não derrape. Vai fixar o televisor a um móvel? Garanta que este é de madeira maciça e não de contraplacado para evitar acidentes.

Antes de pendurar o ecrã, sobretudo se for grande e pesado, verifique se a instalação ficou bem sólida e estável. Instale o televisor no suporte como indicado no manual de instruções.

Calcule a distância certa entre o sofá e o televisor. Os dados em baixo resultam de um teste prático com um painel de 25 utilizadores. Usámos um medidor a laser para saber a distância exata de conforto (mínima, ideal e máxima) face a diferentes diagonais:

  • 32 polegadas (81 cm): 1,5 a 2,3 metros;
  • 40 a 43 polegadas (102 a 109 cm): 2 a 2,8 metros;
  • 46 a 49 polegadas (117 a 124 cm): 2,4 e 3,2 metros;
  • 50 a 51 polegadas (127 a 130 cm): 2,5 a 3,3 metros;
  • 55 polegadas (140 cm): 2,8 a 3,6 metros;
  • 65 polegadas (165 cm): 3,4 a 4,2 metros.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.