Dicas

Como ligar o PC, o smartphone ou o tablet ao televisor

Para ver filmes, fotografias ou navegar na internet num ecrã maior, é possível duplicar o ecrã do PC, do smartphone ou do tablet no televisor. Saiba como fazer.

11 maio 2022
Como ligar o PC, o smartphone ou o tablet ao televisor

iStock

Apesar de os smartphones terem ecrãs cada vez maiores, por vezes é mais confortável partilhá-los no televisor, seja para assistir a uma série ou filme, mostrar fotos à família ou mostrar algo que encontrou na internet. Também pode fazer o mesmo com o tablet ou com o PC. Há várias formas de conectar os diferentes dispositivos ao televisor, dependendo do modelo dos equipamentos e das funcionalidades do seu televisor.

Comparar resultados e preços de televisores

Em todos os casos, o requisito essencial é que ambos os dispositivos estejam conectados à mesma rede (através de wi-fi ou de cabo de rede). Saiba como fazer as ligações nos diferentes dispositivos.

Ligar o PC ou o portátil

A ligação sem fios, mais simples de fazer, entre um PC e um televisor, será através do protocolo Miracast. Este está presente desde a versão 8.1 do Windows em, praticamente, todos os televisores lançados nos últimos anos. Para saber se o seu televisor é compatível, basta clicar no ícone das notificações no seu PC, no canto inferior direito, e aceder a “Projetar o ecrã”. Começarão a ser listados os dispositivos compatíveis  nas proximidades, incluindo os televisores.

Esta ligação mais simples será possível na maioria dos telemóveis Android, mas nos Apple (iPhone) este método não deverá funcionar. Neste caso, irá necessitar de um aparelho que seja compatível com a tecnologia “AirPlay”, já presente em muitos televisores recentes e no leitor multimédia da Apple (Apple TV).

Outra forma de partilhar o ecrã do seu PC com o televisor passa por usar a tecnologia “Cast”. Para tal, terá de usar o browser Chrome. Aceda a um qualquer separador do browser. No canto superior direito, procure a opção “Cast”. Depois tem a opção de partilhar o ecrã com o televisor. A esmagadora maioria dos televisores recentes são compatíveis com esta tecnologia.

Note, ainda, que quase todos os portáteis têm saída HDMI, que pode ser usada para fazer a ligação por cabo a qualquer televisor recente. No computador, vá a Configurações > Energia e suspensão > Configurações de energia adicionais. Em “Definir botões de energia”, escolha nada fazer, ao fechar a tampa do portátil. Em Configurações > Sistema > Ecrã > Configurações de vídeo avançadas surge, como monitor 1, o do portátil e, como 2, o televisor. Depois, mude o modo de imagem do televisor. O “Standard” ou “Vívido” piora a imagem. Escolha o modo “Jogo”, “Filme” ou “PC”.

Ligar o telemóvel ou o tablet

Existem várias formas de partilhar ficheiros multimédia que estejam no seu smartphone ou tablet para o televisor. Algumas destas opções passam pela duplicação do ecrã (screen mirroring) ou pelo uso de uma ligação Wi-Fi Direct (o televisor cria a sua própria rede wi-fi ao qual o smartphone se pode ligar). Mas as opções mais interessantes são, sem dúvida, o “Cast e Google Cast”, assim como o “AirPlay”. Com estas opções, o processo de streaming de conteúdos do smartphone para os televisores é muito mais simples e intuitivo.

No caso dos telemóveis Android, a escolha deverá recair sobre a tecnologia “Cast”, muito difundida, integrada em todos os televisores que analisámos nestes últimos anos.

Antes de mais, tem de usar uma app compatível: as que incluem o suporte ao “cast”, como Netflix e YouTube. Os dispositivos, como referido, têm de estar ligados na mesma rede wi-fi (é o que vai acontecer à maioria dos aparelhos que usa em sua casa). Ao iniciar a app no smartphone, vê que surge no canto superior direito o logo do “cast”. Ao selecioná-lo, surge uma listagem dos possíveis aparelhos para os quais pode fazer o streaming. Em muitos casos, vai surgir apenas o televisor. Ao escolher o televisor, o streaming inicia-se. O smartphone é, agora, apenas um tipo de comando remoto, podendo usá-lo para outros fins sem que isso interrompa a transmissão (por exemplo, fazer chamadas, chat ou jogos). Os conteúdos são acedidos diretamente pelo televisor, através da rede wi-fi.

No caso dos televisores com “Android TV”, como é o caso de diversos modelos da Sony, Philips ou Xiaomi, pode mesmo replicar por completo o que obtém ao ligar um Chromecast a um televisor. A principal vantagem, em relação ao “Cast”, é que pode fazê-lo igualmente para apps que não estão instaladas na Smart TV (por exemplo, pode fazer o stream do Google Fotos, uma app que não pode ser instalada em nenhuma Smart TV), podendo ainda espelhar o ecrã através desta tecnologia.

Já para quem tem um smartphone ou tablet da Apple, o protocolo a usar é o “AirPlay”, que, nestes últimos anos, também se foi tornando comum nos smart TVs. Na prática, funciona um pouco como se estivéssemos a fazer o streaming de conteúdos de um iPhone para uma “Apple TV”:

  • aceda ao centro de controlo do dispositivo iOS e clique em “espelhar ecrã”;
  • de seguida, aparecerá uma lista de dispositivos compatíveis: selecione o modelo da sua televisão. O dispositivo está pronto para partilhar o conteúdo.
  • Se não conseguir encontrar o televisor, procure-o em Configurações > Geral > AirPlay

Questões frequentes

Existem apps para fazer a ligação?

Sim. No caso de não encontrar os referidos recursos no seu telemóvel ou tablet, tente instalar uma aplicação específica do fabricante do seu televisor. As apps mais conhecidas são a Samsung SmartThings ou a LG TV cast, mas existem muitas outras apps nas lojas online.

É possível fazer a ligação a um televisor antigo?

Se nada disto funcionar porque o seu televisor é mais antigo e incompatível com estes sistemas, pode sempre usar leitores multimédia, como o Chromecast com Google TV ou o Xiaomi Mi TV Stick. Trata-se de pequenos dispositivos que se conectam à porta HDMI do seu televisor, recebem o sinal enviado pelo dispositivo móvel e reproduzem-no na televisão.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.