Server Error
Primeiras impressões

iPhone 8, 8 Plus e X: o que trazem de novo

Início

A Apple anunciou três novos iPhone, incluindo um novo topo de gama chamado X, que se lê ‘10’, e celebra os 10 anos de iPhone. Conheça as novidades em características, enquanto testamos os aparelhos em laboratório. 

13 setembro 2017
13 setembro 2017
tudo sobre os novos iPhone

Apple

Foi na sua nova sala de conferências, o Auditório Steve Jobs, junto à nova sede Apple Park (que só é inaugurada no final do ano), em Cupertino, Califórnia, que a Apple anunciou com pompa e a habitual circunstância, três novos iPhone, um Apple Watch e a Apple TV 4K. Tudo começou com as palavras, em vídeo, do próprio Steve Jobs, que inaugurou assim o auditório que tem o seu nome. Seguiu-se um emocionado Tim Cook, que abriu as hostilidades na apresentação de produtos. Muito caro para si, que precisa também de um telemóvel já? Consulte os resultados do nosso teste a telemóveis.

Ver resultados de teste a telemóveis

iPhone 8 e iPhone 8 Plus 

Depois das fugas de informação houve poucas surpresas na conferência da Apple e os novos iPhone 8 não só mantêm o tamanho de ecrã do iPhone 7 – o 8 com 4,7 polegadas e o 8 Plus com 5,5 polegadas –, como não diferem muito no aspeto. 

Please fill the source and the alt text 
Poucas surpresas e poucas mudanças no aspeto dos novos iPhone 8 face aos anteriores iPhone 7.
 Uma das novidades envolve a substituição do alumínio utilizado até aqui na parte de trás por vidro, para suportar carregamento sem fios. Ou seja, à semelhança do que alguns concorrentes já permitem há algum tempo, deixa de ser necessário ligar o cabo (Lightning) nos novos modelos para os carregar. Apesar disso, o carregamento por cabo continua disponível.

O iPhone 8 – o mais pequeno – tem uma câmara de 12 MP e a Apple garante que permite captar mais luz do que o iPhone 7. É de esperar melhorias em situações de pouca luz. O 8 Plus tem câmara dupla (grande angular e teleobjetiva) de 12 MP atrás, mas o 7 Plus também já tinha câmara dupla. São esperadas melhorias nos detalhes das fotos produzidas no novo aparelho, pois, segundo a Apple, o sensor é agora maior e mais rápido. 

Please fill the source and the alt text 
O 8 Plus tem câmara dupla (grande angular e teleobjetiva) de 12 MP.
É agora possível gravar vídeo captado a 4K a 60 fps (fotos por segundo) ou Full HD em câmara lenta até 240 fps. As câmaras foram melhoradas para aplicações de realidade aumentada, já que é possível integrar as câmaras diretamente com os sensores de movimento e giroscópio. Curiosamente, durante a apresentação do iPhone 8 foi apresentada uma fotografia da Ponte 25 de Abril, em Lisboa, para ilustrar a qualidade das fotos – seguiu-se ainda uma fotografia tirada no Bairro Alto.

Em Portugal, de acordo com o que foi anunciado, o iPhone 8 poderá ser adquirido a partir de € 829, na versão de 64 GB (há também versão de 256 GB por 1009 euros), enquanto o iPhone 8 Plus terá um preço base de € 939, na versão de 64 GB (a versão de 256 GB custa 1119 euros). É possível reservar a partir de sexta-feira, 15 de setembro, e o equipamento está disponível a partir de 22 de setembro.

Mais uma coisa: iPhone X

Steve Jobs celebrizou a expressão, “one more thing”, “mais uma coisa”, para se referir a um grande lançamento para a marca, reservado para o final da apresentação. A Apple voltou a utilizar a expressão para apresentar o novo iPhone X, que celebra os 10 anos de iPhone – apresentado por Jobs em janeiro de 2007 e que chegou ao mercado em junho do mesmo ano. A Apple apresenta o novo topo de gama, acima dos modelos anteriores, com a expressão: “este é o futuro dos smartphones”. 

Please fill the source and the alt text 
Este é o futuro dos smartphones, garante a Apple.
 O botão ‘Home’ desaparece por completo, até porque o ecrã de 5,8 polegadas ocupa por completo o aparelho, ficando apenas um pequeno espaço no topo, reservado para a câmara de ‘selfies’ e para sensores para o reconhecimento facial. Basta passar o dedo a partir da parte debaixo do ecrã, para ativar o telefone, como se o botão ‘Home’ se tratasse. O ecrã, denominado agora super Retina Display, tem 458 pontos por polegada de densidade e é do tipo OLED.

Desaparece assim o desbloqueamento por impressão digital, substituído pela autenticação biométrica Face ID (reconhecimento facial), que também serve para fazer os pagamentos por Apple Pay (onde estiver disponível). O telemóvel é desbloqueado olhando diretamente para a câmara e a Apple garante que, mesmo com mudanças como barba, penteado, chapéus ou lenços, o sistema reconhece a cara do dono do telemóvel. Segundo a marca, este sistema é mesmo mais seguro do que o Touch ID, por impressão digital. O nosso teste vai confirmar se este sistema é rápido e fácil de utilizar e se existem falhas e as condições em que ocorrem. Vamos também estar atentos a questões de segurança que se podem levantar com um reconhecimento facial. 

Tal como o 8 Plus, o X tem câmara dupla e a Apple promete uma reprodução das cores fantástica e uma qualidade de imagem com pouca luz notável. Incluído nas duas lentes está agora estabilizador de imagem, que deverá ajudar o X a tirar fotos nítidas e livres de imperfeições por movimentos involuntários. Ao nível da bateria, a Apple afirma que o X tem mais duas horas de duração em utilização do que o iPhone 7 e, tal como o 8 e 8 Plus, também suporta o carregamento sem fios. 

Assim que estiver disponível, vamos enviá-lo para o nosso laboratório para testar ao limite a nova coqueluche da Apple. O preço bem elevado promete um produto de exceção, já que custa 1179 euros (versão de 64 GB). A versão de 256 GB custa 1359 euros.


Imprimir Enviar por e-mail