Primeiras impressões

Apple Watch: um passo ao lado na autonomia

19 setembro 2014 Arquivado
apple watch

19 setembro 2014 Arquivado

O Apple Watch parece tratar-se de um bom relógio inteligente em inúmeros pontos, sobretudo no design, mas não apresenta nada de realmente revolucionário face a outros relógios inteligentes no mercado.

A Apple revelou finalmente o seu primeiro relógio inteligente, o Apple Watch (e não iWatch, como esperado por muitos). Partilhamos as primeiras impressões com base na informação recolhida no lançamento. A chegada do Smartwatch da Apple a Portugal não está para breve, nem há indicação de preços. Prevê-se o lançamento nos EUA no início do próximo ano desde 349 dólares, enquanto muitos novos modelos de outras marcas estarão disponíveis já no Natal.

Dependente do iPhone
A maior deceção é o fato de o Apple Watch precisar de ligação via Bluetooth ao iPhone (5 ou posterior) para todas as funcionalidades principais. Esperava-se que a Apple criasse um produto autónomo, capaz de funcionar sem a ligação ao smartphone. Por exemplo, o Gear S da Samsung, recentemente apresentado, necessita do smartphone apenas para a configuração inicial - com a ligação 3G integrada, pode funcionar de forma autónoma mesmo para fazer e receber chamadas.

À semelhança de outros relógios de outras marcas, na apresentação do Apple Watch, foram realçadas funcionalidades de fitness, mas também aqui a falta de GPS integrado, para medir a distância e a velocidade e para consultar o percurso nos mapas, obriga à presença do smartphone.

Nas funcionalidades de fitness, a falta de GPS integrado para medir a distância e a velocidade e para consultar o percurso obriga à presença do smartphone.
Nas funcionalidades de fitness, a falta de GPS integrado para medir a distância e a velocidade e para consultar o percurso obriga à presença do smartphone.
Discreto como um relógio “normal”
Havia muita expectativa sobre o aspeto do relógio inteligente da Apple – é geralmente um dos pontos menos conseguidos neste tipo de produtos, dado que a facilidade de utilização e a autonomia exigem um ecrã quadrado de dimensões razoáveis e um aparelho grande e pesado. A Apple parece ter atingido o objetivo com o Apple Watch, que pode facilmente ser confundido com um relógio "simples".

A solução passou pela atenção aos detalhes: o mostrador tem formato quadrado, mas cantos arredondados, e está disponível numa versão de menor dimensão para as mulheres e outra maior para os homens. O utilizador pode optar entre aço inoxidável e alumínio, com diferentes tipos de acabamento, bracelete em plástico, couro ou metal e várias opções de fivelas e fechos. O Apple Watch tem ainda um botão de girar (coroa), como os tradicionais relógios de ponteiros. Chama-se "coroa digital" e é um dos meios para controlar o Apple Watch, junto com o ecrã sensível ao toque, movimento de pulso e controlo de voz.

O Apple Watch pode facilmente ser confundido com um relógio "simples".
O Apple Watch pode facilmente ser confundido com um relógio "simples".
O botão de girar ("coroa digital") permite controlar o Apple Watch, junto com o ecrã sensível ao toque, movimento de pulso e controlo de voz.
O botão de girar ("coroa digital") permite controlar o Apple Watch, junto com o ecrã sensível ao toque, movimento de pulso e controlo de voz.
Está disponível numa versão de menor dimensão para as mulheres (à direita) e outra maior para os homens (à esquerda).
Está disponível numa versão de menor dimensão para as mulheres (à direita) e outra maior para os homens (à esquerda).
Especificações técnicas por revelar
Desconhecemos o tamanho exato dos mostradores e a resolução (segundo as imagens, parece bastante elevada), o peso ou, acima de tudo, a vida útil da bateria. Neste tipo de aparelhos, é normalmente limitada e ronda um a dois dias. O carregamento da bateria ocorre por indução, ou seja, basta colocá-lo sobre um carregador dedicado, sem a necessidade de cabos. Além disso, evita ligações exteriores mais sujeitas à entrada de água e pó.

Funções curiosas
Além das características habituais nestes produtos, como a receção de mensagens de notificação, a medição dos batimentos cardíacos, o controlo do leitor de música e do vídeo no telemóvel, foram introduzidas funções curiosas. Por exemplo, o relógio é capaz de analisar mensagens de texto recebidas e de propor respostas adequadas. Em alternativa, pode ditar o texto por comando de voz. O relógio é compatível com o serviço de pagamento digital introduzido pela Apple. O ApplePay permite que o utilizador use o iPhone, bem como o relógio para fazer pagamentos por NFC (Near Field Communication). Os detalhes do cartão de crédito são armazenados em plataformas Apple, o que dispensa a apresentação do cartão de crédito.


Imprimir Enviar por e-mail