Notícias

Registo Viajante: a app para situações SOS no estrangeiro

09 março 2017
Registo Viajante: atualize a app para resolver falha de segurança

Localizar os portugueses no estrangeiro e contactá-los em casos de emergência é mais fácil com esta app. Se a instalou antes de 24 de fevereiro (Android) ou 1 de março (iOS), atualize e altere a palavra-passe para usar a versão mais recente e segura.

Como funciona

Através da app, tem acesso a vários serviços:

  • recebe recomendações de segurança no smartphone ou tablet sempre que a situação o justifique;
  • pode ser localizado através do serviço de georreferenciação - basta ligar o GPS do aparelho;
  • tem acesso rápido a contactos úteis, como representações diplomáticas e consulares portuguesas, em caso de crise grave no país de destino;
  • consegue ligação rápida com o Gabinete de Emergência Consular, em situação de crise;
  • recebe informações sobre as condições de segurança, alertas de última hora e locais a evitar;
  • pode fazer o registo da viagem com detalhes de cidades e locais a visitar. 

 

Registo Viajante: atualize a app para resolver falha de segurança


Pesquisar a localização e os contactos de vários consulados é uma das vantagens da app Registo Viajante. 

Esta é uma aplicação meramente informativa, com indicações e conselhos que podem ser alterados a qualquer momento. Ao subscrever, o MNE não fica obrigado a intervir se houver uma emergência durante a viagem. O Estado Português e as representações diplomáticas e consulares não podem ser responsabilizados por problemas com os cidadãos ou os seus bens. 

Registo Viajante: atualize a app para resolver falha de segurança

A app Registo Viajante não obriga o Estado, as representações consulares e diplomáticas a intervir em casos de urgência, mas facilita o contacto com estas entidades.

A aplicação recorre a um design minimalista, mas moderno. A utilização é fluida, pois não consome muitos recursos. O layout é bastante simples, mas podia ter elementos mais gráficos e menos texto, para melhorar a usabilidade.

A estrutura dos menus também poderia ser simplificada, uma vez que mistura dois tipos de navegação: o scroll horizontal e o scroll down (este permite aceder ao menu principal, através do ícone do canto superior direito).

Acertar em determinadas áreas requer alguma precisão, porque as opções do texto não têm delimitação.

Apesar de o registo ser rápido, terá de enviar informação  que, nalguns casos, é sensível. Os dados pedidos são o nome completo, e-mail, password de acesso à app, nacionalidade, número do documento de identificação, telefone e morada. Quem quer apenas experimentar a app pode aceder sem fazer registo.

Para reportar uma emergência, primeiro deve carregar na opção “criar uma viagem”, o que não é totalmente intuitivo. Seria preferível ter um botão dedicado e fixo para esta situação.

Existem 3 separadores principais: viagens, informações e rede consular. O primeiro permite criar novas viagens, onde pode introduzir informação relacionada com o trajeto, como a data, o país de origem e de destino, o e-mail, um contacto de emergência ou até fotografias.

No separador informações, encontra alertas, conselhos de viagem e informações úteis por país, por exemplo, o clima, a língua, a moeda, os regimes de entrada e saída, os contactos de emergência local, etc.

O último separador permite verificar a localização dos consulados de Portugal nos diferentes países e as respetivas moradas e contactos.

Não se esqueça de que, para usar a app sem restrições, precisará de um serviço de roaming móvel.

Registo Viajante: atualize a app para resolver falha de segurança

Na aplicação, pode encontrar, por exemplo, alertas sobre surtos de doenças.