Notícias

Chromecast Ultra: não desperdice 71 euros

As nossas conclusões

O facto de o Chromecast se ligar ao router faz uma grande diferença. A partir do momento em que inicia uma app compatível, o próprio Chromecast recebe os dados e o smartphone trabalha como um comando e um segundo ecrã.

Para os utilizadores de Android (não para os de iOS), há uma opção na app Google Home que permite transmitir o vídeo e o áudio de qualquer app, mesmo que não sejam compatíveis com o Chromecast.


chromecastchromecast

Os utilizadores de um smartphone Android podem duplicar o ecrã do smartphone / tablet para a televisão, juntamente com o áudio. Esta operação apresenta menos atrasos no Chromecast Ultra do que no Chromecast 2.

A grande desvantagem é que, agora, o Chromecast é apenas um recetor, por isso, qualquer chamada pode interromper a transmissão, além de ser perturbado pelos avisos de sms, e-mails e outros alertas. E, claro, não pode usar simultaneamente outras apps, uma vez que aquilo que vê no smartphone é o que aparece no televisor.

Olhando para a diferença de preços, o Chromecast 2 é uma escolha melhor. É difícil imaginar um cenário em que seja mais benéfico utilizar o Chromecast Ultra em vez da versão 2.

Se não tem uma Smart TV ou a sua Smart TV já não é compatível com a maioria das apps que lhe interessam e está interessado em apresentar conteúdo streaming (vídeo e áudio) a partir do seu smartphone (ou PC) para o televisor, o Chromecast é uma forma simples e barata de atualizar o seu televisor antigo.

O Chromecast 2 é bastante mais barato e, para este cenário (utilizador sem um televisor recente de 4K HDR), não haverá nenhuma diferença em usar a geração anterior ou o mais recente Chromecast Ultra.

Caso a sua Smart TV (Full-HD/4K) continue a correr a maioria das aplicações que utiliza, não há vantagem em ter o Chromecast. Pode usar as apps compatíveis com a sua Smart TV.

O único cenário possível em que beneficiaria da nova versão em relação ao Chromecast 2 seria se tivesse uma TV 4K (com ou sem HDR) já obsoleta e incompatível com vários dos aplicativos de streaming que quer usar. Mas a esmagadora maioria dos televisores 4K ainda não apresenta sistemas operativos obsoletos.

A utilização do Chromecast com conteúdo streaming a partir do PC é outra possibilidade, mas deixa muito a desejar. A qualidade do vídeo é reduzida e não beneficia do conteúdo HD. Este tipo de utilização a partir do PC faz sentido se quiser fazer uma apresentação no ecrã da televisão ou para mostrar uma página de internet, mas pouco mais. Se está interessado em transmitir vídeos que estejam armazenados no seu PC ou numa página web, um servidor de DLNA é uma solução melhor.