Notícias

Apple Watch muito dependente do iPhone

27 janeiro 2016 Arquivado

27 janeiro 2016 Arquivado

O Apple Watch chega a Portugal a 29 de janeiro. Apesar dos preços de rei anunciados pela marca, entre € 429 e € 18 500, o nosso teste revela que faz quase o mesmo que os outros relógios inteligentes.

Carregar a bateria diariamente

O carregamento da bateria, realizado por indução, é muito prático: basta aproximar o disco metálico do carregador à parte de trás do relógio. Por atração magnética, este “cola-se” ao Apple Watch e inicia a carga.

Medimos a autonomia com o brilho do ecrã no máximo e o Siri ativo. Obtivemos um tempo de utilização de cerca de 17 horas, muito próximo do valor declarado pela marca. Para a utilização não ficar condicionada, é necessário carregar a bateria todos os dias. Com uma carga rápida de 15 minutos, a autonomia é de cerca de 2 horas de utilização.

O Apple Watch tem ecrãs com boa resolução e de tecnologia OLED, o que explica o bom contraste e a boa visibilidade lateral. O brilho pode ser ajustado de forma automática ou pelo utilizador.

O reconhecimento de voz em inglês funciona bem. Todas as questões de teste foram realizadas pelo relógio com sucesso.

A ativação do relógio através do controlo por gestos (levantar o braço ou o pulso) também funciona bem. Menos conveniente é o tempo curto em que o ecrã fica ligado para consultar o relógio.