Dicas

Como controlar os dados móveis no telemóvel

Início

Já pagou uma fatura exorbitante, por desconhecer o limite do tarifário? Domina ao pormenor o consumo? Siga as melhores dicas para manter a ligação de dados móveis sob controlo.

  • Dossiê técnico
  • João Miguens e Sofia Costa
  • Texto
  • Nuno César
06 dezembro 2018
  • Dossiê técnico
  • João Miguens e Sofia Costa
  • Texto
  • Nuno César
samsung vs apple

Ecrãs enormes e ligação total à net fazem cada vez mais bater o coração do consumidor. Galaxy Note 9 e iPhone XS ou Max são as flechas certeiras das marcas mais populares apontadas à árvore de Natal. Nas lojas, ameaçam a estabilidade do orçamento. Não precisa de perder a cabeça, nem agarrar a primeira promoção.

O melhor telemóvel ao preço mais barato

Nos phablets, a Escolha Acertada vale uma poupança de 325 euros. Com 200 mil visitas em 2018, o comparador dos telemóveis é o mais procurado no nosso site. É o único independente em Portugal sem uma linha de publicidade paga, o que nos distingue da concorrência.

Se costuma navegar, utilizar aplicações ou ver vídeos em 3G ou 4G, o dispositivo consome dados móveis. É uma solução prática na falta de uma ligação wi-fi, na estrada, no comboio ou em férias. E tudo se tornou mais interessante após a abolição do roaming na União Europeia. Mas a navegação móvel não é ilimitada, nem gratuita. Uma quantidade determinada de dados, expressa em megabytes (MB) ou gigabytes (GB), costuma estar disponível consoante o tipo de tarifário ou cartão recarregável pré-pago. Se ultrapassar o tráfego de dados incluído, a fatura dispara. 

Primeiro truque: controle o consumo ao máximo. Verifique o que o seu tarifário prevê quando esgota os dados. Há tarifários de telemóvel que acionam de modo automático limites extra após esgotar o plafond. Regra geral, fazem avisos prévios quando esgota 80% e 100%, mas, uma vez esgotado, é aplicado um custo de € 1,99 por apenas 100 ou 250 MB (válido por 1 ou 5 dias, conforme o caso). Ative a ligação de dados móveis apenas e só quando precisar. A operadora de telemóvel deverá notificá-lo quando chegar a 80% do pacote e, de imediato, quando tiver usado todos os dados. Ao esgotar o limite, não arrisque. Desligue os dados móveis e aguarde até reiniciar a contagem do tarifário: evita custos extra. Os dispositivos Android (desde a versão 7) já permitem personalizar este alerta: recebe uma mensagem quando atingir o limite que definiu. Também pode desativar de modo automático os dados móveis assim que chegar a um certo limite. O processo é simples: vá a Definições > Utilização de dados (ou equivalente) > Ciclo de faturação (ou equivalente).

Devoram dados

As funcionalidades não consomem por igual. O GPS e as chamadas de vídeo nas redes sociais são verdadeiros glutões. No Android, em Definições > Utilização de dados, pode ver o resumo do volume consumido nos últimos 30 dias. No iPhone, em Definições > Dados móveis, pode controlar o que gastou durante o denominado “Período atual”, que começa quando ativa o dispositivo pela primeira vez. No final do mesmo ecrã, pode reiniciar esta contagem em “Repor estatísticas”. O iPhone também permite travar a utilização de dados móveis pelas aplicações devoradoras do plano de dados deslizando para a esquerda o controlo à frente de cada app. 

O consumo de dados em aplicações também pode ocorrer, mesmo que não esteja a utilizá-las. Este cenário é real e pode acontecer sem que se aperceba disso. Por exemplo, uma aplicação pode facilmente carregar dados em segundo plano sem que seja visível nenhuma atividade (por exemplo, sincronização de e-mail). Para poupar, também pode definir que estas atividades só funcionam quando se cruzarem com uma rede wi-fi. No iPhone, em Definições > Geral > Atualizar em segundo plano, selecione a opção wi-fi. No Android, em Definições > Utilização de dados > Dados segundo plano (Economizador de dados ou equivalente), clique nas aplicações e desative o uso de dados móveis para atualizações em segundo plano. 

Outra função pode estar a “roubar” os preciosos dados móveis. Chama-se “Apoio wi-fi” no sistema iOS, e alterna de forma automática o telemóvel para dados móveis, quando a cobertura wi-fi é fraca. E tudo acontece sem que repare nisso, quando, por exemplo, vê um vídeo no YouTube e se desloca para uma zona da casa onde a rede wi-fi é fraca. Para evitar o desperdício de dados, verifique se este recurso está desativado. No iPhone, siga Definições > Dados móveis > Apoio wi-fi. Nalguns equipamentos Android, confirme em Definições > wi-fi > Mudança de rede inteligente. Outra funcionalidade relevante no consumo é o Hotspot ou PA móvel. Este permite criar um ponto de acesso wi-fi.

Prefira navegar na versão mobile 

A versão mobile de um site (começa com m, mob ou mobile) consome menos dados do que a normal. Quando estiver disponível, é melhor usá-la para poupar. No Android, pondere utilizar a versão light do Facebook ou do Gmail. As apps Facebook Lite e Gmail Go foram concebidas para uso com ligações mais lentas ou instáveis. Garantem as funções básicas e consomem menos dados (por exemplo, não carregam fotos de modo automático, fazem menos sincronizações, etc.).

Downloads só em casa

O download de uma app pode custar muito caro: de 20 a 50 MB, consoante o tamanho. O melhor é instalar apenas em modo wi-fi. A mesma dica serve para enviar e receber ficheiros multimédia (por exemplo, 1 MB para carregar uma foto no Facebook e 1 a 2 MB para enviar uma mensagem no WhatsApp com fotos). Uma das opções do WhatsApp permite carregar fotos ou vídeos apenas em wi-fi (Definições > Dados e armazenamento; em Descargas Automáticas, selecione a opção wi-fi). 

Cuidado com o streaming: a reprodução automática de vídeo no Facebook devora dados. Desative-a em Definições > Vídeos e fotos > Reprodução automática > Apenas em ligações wi-fi. O streaming de música ou vídeo provoca um rombo maior.  Se é fã da Netflix, escolha descarregar os episódios previamente via wi-fi. Para ver vídeos do YouTube, escolha a qualidade mais baixa no canto superior direito, em Qualidade.

Para ter uma ideia do que pode fazer com 1 GB de volume de dados, fizemos as contas com as apps mais utilizadas.

Please fill the source and the alt text 

 

Este artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais se for indicada a fonte e contiver uma ligação para esta página. Ver Termos e Condições.