Primeiras impressões

Microsoft Surface Pro 3: um tablet para profissionais exigentes

16 setembro 2014 Arquivado
surface_pro_3_thumb

16 setembro 2014 Arquivado

Testámos o Surface Pro 3, lançado recentemente pela Microsoft. O destaque vai para o elevado desempenho deste tablet, perfeito para o contexto de trabalho.

O Surface Pro 3 é um tablet, mas está concebido para concorrer com os melhores ultrabooks do mercado, nomeadamente o Mac Book Pro. É fácil de transportar e tem um elevado desempenho. Consulte o nosso guia se tem dúvidas sobre qual desses equipamentos (tablet ou ultrabook) é o mais adequado ao seu perfil

Equipado com a versão Windows 8.1 Pro para computador (ao invés da versão RT para tablet), o Surface Pro 3 permite trabalhar sem limitações. O ecrã tem 12 polegadas e uma resolução de 2160 x 1440 pixels. Pesa 800 gramas. Nos nossos testes, conseguimos mais de 6 horas a reproduzir vídeos em contínuo e mais de 5:30 horas a navegar na Internet.

O ecrã do Surface Pro 3 é maior (12 polegadas) e tem melhor resolução (2160 x 1440 pixels) do que a versão anterior (10,6 polegadas e 1920 x 1080 pixels).
O ecrã do Surface Pro 3 é maior (12 polegadas) e tem melhor resolução (2160 x 1440 pixels) do que a versão anterior (10,6 polegadas e 1920 x 1080 pixels).

Ligações e acessórios
O Surface Pro 3 tem um leitor de cartões microSD, uma mini Display Port e uma entrada USB 3.0. Mas não permite a ligação à Internet através das redes móveis 3G ou 4G. Incorpora duas câmaras (frontal e traseira), ambas com 5 megapixels. Permitem videoconferências de ótima qualidade. A fotografia e o vídeo também são de bom nível.

Uma das novidades desta versão é a caneta que permite tirar notas ou fazer esboços rápidos diretamente no ecrã. A ligação é feita por Bluetooth. Funciona muito bem e também facilita as capturas de ecrã. Vem incluída com o equipamento.

Tal como num portátil, o ecrã pode assumir qualquer inclinação, pois inclui um apoio traseiro ajustável. Ou seja, não está limitado às poucas posições habitualmente pré-definidas num tablet.

A possibilidade de o utilizador encontrar a sua inclinação ideal é uma mais-valia para usar o teclado virtual. Mas, para longas horas de trabalho, é melhor escrever num teclado externo, que inclui touchpad com botões clicáveis e serve como capa protetora. O problema é que esse acessório não vem de origem. É preciso comprá-lo por 139,99 euros. Outro equipamento que torna mais prática a utilização é a estação de ancoragem para ter à secretária. Esta à venda por 204,99 euros.

Entre o tablet e o ultrabook
O Surface Pro 3 é uma boa solução para profissionais que procuram um ultrabook e um tablet. É ótimo ao nível do ecrã e do desempenho, e razoável em termos de autonomia.

Quando equipado com o teclado externo, e nas versões mais potentes, consegue ser melhor do que muitos ultrabooks. Para ser usado estritamente como tablet e numa vertente mais lúdica, há aparelhos mais adequados, mais fáceis de transportar e mais baratos.

Consulte os nossos testes a tablets e a ultrabooks e compare marcas, características e preços.

O Surface Pro 3 já está à venda em Portugal. Os preços variam entre € 799 e € 1.999, consoante o processador e a memória interna.

  • Intel i3, 64GB - 799 euros;
  • Intel i5, 128 GB - 999 euros;
  • Intel i5, 256 GB - 1.349 euros;
  • Intel i7, 256 GB - 1.599 euros;
  • Intel i7, 512 GB - 1.999 euros.

Imprimir Enviar por e-mail