Notícias

Windows 8.1: o botão Iniciar não resolve tudo

03 junho 2014 Arquivado

03 junho 2014 Arquivado

O Windows 8.1 não é a mudança de direção que muitos esperavam, apesar das intenções da Microsoft. A atualização para o Windows 8.1 é gratuita para quem tem este sistema operativo.

O Windows 8.1 propõe um conjunto de mudanças e atualizações na estética e no sistema operativo, tal como nos "service pack" para versões anteriores do Windows (assim se chamam as atualizações da Microsoft para o seu sistema operativo).

A atualização para o Windows 8.1 é gratuita para quem tem uma cópia original do Windows 8. Pode descarregar e instalá-lo, como qualquer outra aplicação da loja Windows. A instalação pode demorar mais de uma hora, consoante a regularidade das atualizações no computador.

O Windows 8.1 está disponível para utilizadores do Windows 8. Gratuito, pode descarregá-lo diretamente na loja.
O Windows 8.1 está disponível para utilizadores do Windows 8. Gratuito, pode descarregá-lo diretamente na loja.

A Microsoft quer, sobretudo, atrair os utilizadores mais conservadores para uma plataforma de serviços (software ou conteúdos digitais), onde a marca controla tudo e funciona como intermediária.

O regresso do botão Iniciar
O Windows 8 integra duas interfaces gráficas. A primeira destina-se aos dispositivos portáteis com ecrã tátil. Os mosaicos assumem grandes proporções e são inteligíveis mesmo em ecrãs pequenos. Conta ainda com o desktop clássico do Windows (por questões de compatibilidade), mas com as funcionalidades redimensionadas. O resultado acabou por ser uma confusão e gerar a insatisfação dos utilizadores.

Mesmo que não estivesse interessado na nova interface (mais adequada para um tablet do que um computador) tinha de conviver com um ambiente de trabalho sem vários recursos. O mais polémico foi o desaparecimento do botão Iniciar. O Windows 8.1 recupera o botão “Iniciar”, embora não apresente os mesmos recursos das edições anteriores do Windows.

Desde a sua criação, em 1995, e até ao Windows 7, o botão Iniciar permitiu aceder a todas as opções de configuração do sistema e gerir os equipamentos e programas instalados ou mesmo abrir programas.

Melhorou, mas pouco
O regresso do botão Iniciar é uma pequena concessão, mas não servirá para calar as críticas sobre o novo sistema de gestão dos programas. Ao clicar neste, com o botão esquerdo, limita-se a levá-lo para o ecrã principal da nova interface. Se clicar no botão direito, é exibida a lista simples de atalhos para configurações.

No Windows 8.1 continua sem poder iniciar diretamente os programas através do menu Iniciar.
No Windows 8.1 continua sem poder iniciar diretamente os programas através do menu Iniciar.

A nova interface permite agora trabalhar mais facilmente com vários programas abertos: pode exibir até 4 ao mesmo tempo através de pequenas janelas. Este ponto melhora as operações em computadores de secretária com monitores de dimensões generosas (20 polegadas ou mais) e resolução elevada. Mas não é uma mais-valia tão evidente em ecrãs mais pequenos.

No ecrã inicial, pode agrupar os ícones, sem ter de percorrer uma lista única de ícones até chegar ao programa ou documento que interessa. Ao nível gráfico, pode até escolher o tamanho de cada ícone.

Windows 8.1 à minha medida: os painéis podem exibir tamanhos diferentes e ser agrupados.
Windows 8.1 à minha medida: os painéis podem exibir tamanhos diferentes e ser agrupados.
O Windows 8 também já permite atualizar as aplicações ou programas específicos da nova interface disponíveis através da loja Windows de modo automático.