Notícias

Windows 10 está a chegar e só é gratuito para alguns utilizadores

17 junho 2015 Arquivado
windows10

17 junho 2015 Arquivado

O lançamento do Windows 10 foi anunciado para 29 de julho. Será gratuito para os detentores de licenças do Windows 7 e 8, desde que o computador cumpra alguns requisitos. Os outros utilizadores terão de pagar, mas os preços ainda não foram anunciados para Portugal.

Os computadores equipados com o Windows 7 e 8.1 verão surgir, na barra de ferramentas, um ícone a informar que já é possível reservar a nova versão do sistema operativo. A partir de 29 de julho, basta clicar nesse ícone e seguir as instruções para descarregar o Windows 10. Quem quiser manter a versão anterior, pode simplesmente ignorar o ícone ou ocultar a notificação do Windows.

Para os tablets Microsoft Surface, equipados com o Windows RT, o Windows 10 só poderá ser usado no Surface Pro, deixando de fora o Surface RT e o Surface 2. No nosso teste a tablets, descubra uma das nossas Escolhas Acertadas a partir de 102 euros.

Como avançámos no início deste ano, o Windows 10 será distribuído a custo zero aos utilizadores com licenças do Windows 7 e 8.1 Mas ainda não se sabia que a atualização gratuita só será possível em computadores elegíveis, ou seja, com determinados requisitos de software e hardware:

  • Sistema operativo Windows 7 SP1 ou Windows 8.1 Update. Certifique-se de que tem a versão mais recente. Se não tiver, atualize o seu Windows 7 SP1 ou Windows 8.1 Update
  • Processador de 1 gigahertz (GHz) ou mais rápido ou SoC.
  • RAM: 1 gigabyte (GB) para a versão de 32 bits ou 2 GB para a versão de 64 bits.
  • Espaço no disco rígido: 16 GB para a versão SO de 32 bits; 20 GB para a versão SO de 64 bits.
  • Placa gráfica: DirectX 9 ou posterior com controlador WDDM 1.0
  • Ecrã: 1024x600.
Os utilizadores têm descarregar a atualização no prazo de 1 ano. Mas, independentemente de o dispositivo cumprir as especificações mínimas de sistema para o Windows 10, a capacidade de atualização depende de outros fatores, como o suporte para o controlador e firmware e a compatibilidade de aplicações e suporte de funcionalidades.

Se o seu dispositivo tiver atualmente o Windows 7 SP1 ou o Windows 8.1 Update, confirme se cumpre os requisitos: em "verificar o meu PC", selecione a aplicação “obter o Windows 10”.

Para quem tem versões mais antigas, como o XP, a atualização será paga. Porém, os preços ainda não foram divulgados oficialmente para o nosso país.

Uma vez instalado o Windows 10, as atualizações serão gratuitas. No caso das versões domésticas, serão também automáticas. Deixa assim de ser possível evitar a instalação de atualizações, ao contrário do que acontecia até agora.

Um toque de Windows Phone no ecrã
Como ainda falta algum tempo para o lançamento, muita coisa poderá mudar. Por isso, não podemos tecer, para já, conclusões definitivas sobre o Windows 10.

Em todo o caso, testámos a versão Beta lançada em novembro do ano passado para programadores. Ficámos com a sensação de que a Microsoft esteve estes últimos 3 anos à procura de uma solução para reconquistar os utilizadores, sem admitir abertamente o fracasso.

O regresso do botão “iniciar”, por exemplo, é já uma garantia para o Windows 10. De um ponto de vista estético, a Microsoft parece seguir um pouco a tendência da Apple, com uma série de funcionalidades e aplicações novas, que conferem ao monitor um toque de Windows Phone. Algumas aplicações, como o Media Center, serão substituídas por equivalentes mais modernas e alguns jogos (como o Solitário ou o Minas) deixarão de ser instalados por defeito.


Imprimir Enviar por e-mail