Notícias

Tablets: conheça as novas apostas da Apple e da Google

05 novembro 2014 Arquivado

05 novembro 2014 Arquivado

Ainda em teste, o Nexus 9 da Google anuncia um novo sistema operativo com avanços significativos. Já as novidades da Apple, o iPad Air 2 e o novo iPad Mini, não desiludiram no laboratório.

O bom pode ser ainda melhor

O novo iPad Air foi batizado como iPad Air 2 e é a sexta versão do produto. A Apple parece ter adotado para o iPad Air 2 todas as inovações incluídas no iPhone 6. A espessura do novo iPad Air 2 é agora mais reduzida (em cerca de 18%) e melhorou o desempenho do novo processador e capacidades gráficas. A máquina fotográfica, com resolução superior (8 Mpix) inclui agora funções como panorama, “time lapse” e câmara lenta, entre outras. 

Com 30 minutos de carga, a bateria do iPad Air 2 suporta, de acordo com as nossas medições, mais de duas horas e meia de utilização, e cerca de 9 horas com carga completa, o que é um bom resultado. O sensor de identificação por impressão digital no botão de início também está incluído no novo tablet. Um preço de lançamento mais baixo, em comparação com os modelos anteriores, é também uma boa notícia.

Já o novo iPad Mini 3 apresenta poucas diferenças face à versão anterior. Destacamos a introdução do sensor de identificação por impressão digital no botão de início. O iPad Mini 2 mantém-se à venda com uma redução de preço significativa, o que o torna numa escolha muito mais interessante do que o seu sucessor. 

O iPad Air 2 e o iPad Mini 3 obtêm muito boas ou boas avaliações em quase todos os critérios testados. O ecrã é quase irrepreensível, a qualidade fotográfica e de gravação de vídeo é boa, o desempenho é elevado, sobretudo no caso do iPad Air 2, a autonomia da bateria é das mais extensas e os equipamentos são muito fáceis de utilizar.

O iPad Air 2 e o iPad Mini 3 têm um ecrã tátil que responde de forma muito precisa e rápida.
O iPad Air 2 e o iPad Mini 3 têm um ecrã tátil que responde de forma muito precisa e rápida.